Menos de 1% da população de Guarulhos tem cadastro em bibliotecas públicas

- PUBLICIDADE -
Corrida Folha Metropolitana

Lucy Tamborino

Com um total de 10 bibliotecas públicas na cidade menos de 1% de toda população pode retirar um livro nas instituições. Isso porque com 1,3 milhão de habitantes, conforme estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), menos de quatro mil guarulhenses possuem cadastro. Apesar disso, foram realizados mais de 78 mil atendimentos nos locais.

No ano passado foram emprestados mais de 53 mil livros, se levado em consideração os 3.897 mil cadastros, significa dizer que, em média, 13 livros foram retirados por cada usuário.  De cada um, 51% são empréstimos na Biblioteca Monteiro Lobato, na rua João Gonçalves, no Centro, ou seja, 27.496 exemplares. Em sequência, com maior número retirada de livros a Biblioteca Paulo do Carmo Dias, na Vila Galvão com 7.345 mil.

A cidade também conta com dois Centros De Incentivo à Leitura, o Luís De Camões e o Fernando Pessoa. No primeiro foram emprestados 3.600 mil livros e no segundo seis mil livros. As pessoas podem também ter acesso à leitura nos 16 Centros de Incentivo à Leitura (CIL), localizados em escolas e Centros de Educação Unificados (CEUs) da cidade.

Todos os acervos estão disponíveis para população em pelo menos 10 barros da cidade, como no Centro, Macedo, Cidade Seródio, Jardim Presidente Dutra, Parque Mikail, Vila Galvão e Gopoúva. Para se cadastrar, é necessário apresentar os originais do RG e comprovante de residência recente. Menores de 14 anos precisam estar acompanhados de um responsável adulto para realização do cadastro.

Imagem: Lucy Tamborino

- PUBLICIDADE -