Memorial da América Latina recebe festa mexicana do Dia dos Mortos com exposição de altares e festival gastronômico

Da Redação

Nos dias 2 e 3 de novembro o Memorial será o palco da grande festa do Dia dos Mortos com uma exposição de altares, festival gastronômico regado a comidas e danças típicas, apresentações de mariachs e luta livre. A cada ano, uma personalidade mexicana é homenageada para a festa. Em 2019, o escolhido é Francisco Toledo, um dos mais importantes artistas contemporâneos do México, falecido em setembro.

O Dia dos Mortos é uma das celebrações mais representativas da cultura mexicana. A festa – considerada Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) –, reúne famílias e comunidades para honrar seus antepassados. Nesse dia, os vivos se encontram com os mortos para celebrar a vida e a morte através de um banquete de sabores, cores e música.

A principal atração da festa, seguindo a temática da tradição mexicana, são os altares expostos no Espaço Gabo, ornamentados com oferendas que reverenciam a memória dos mortos. São seis altares, sendo quatro selecionados por concurso promovido pelo Centro Paula Souza, um produzido por mulheres mexicanas residentes em São Paulo e um do Memorial da América Latina, que este ano homenageia Bibi Ferreira, João Gilberto e Fernanda Young.

Outros destaques da exposição são as pipas brancas (papelotes al cielo), em que cada uma representa uma personalidade falecida, além de um espaço dedicado às crianças para cultivar desde cedo o interesse pelas tradições da cultura mexicana.

O Festival Gastronômico traz quitutes típicos mexicanos como os tacos, guacamoles e tortilhas. O espaço conta com um mini-shopping, fraldário, espaço de quick massage e diversos brinquedos e jogos para crianças, como tiro ao alvo, pescaria, chute ao gol, cama elástica, tobogã, cavalaria, chapéu mexicano e quadra de futebol. Animais de estimação são bem-vindos.

Imagem: Divulgação