Membros do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação tomam posse

Os membros do recém-criado Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CMCTI) de Guarulhos tomaram posse oficialmente na última semana, no Salão de Artes do Adamastor Centro.

Composto inicialmente por 28 conselheiros, que representam diferentes setores do município e possuem expertise em soluções inovadoras e tecnológicas, o CMCTI se reunirá regularmente para debater ações que estejam relacionadas ao Sistema de Inovação de Guarulhos (SIG), ao Fundo Municipal de Inovação (FMI) e ao Programa Municipal de Promoção de Investimentos em Inovação (PMPII).

Após ser eleito em um processo seletivo aberto pela Prefeitura, no início deste ano, o co-CEO do Grupo Ritacco, Matteo Ritacco, tomou posse no Conselho. Além de ser integrante do CMCTI, ele também compõe o Fundo Municipal de Inovação (FMI). Para o empresário, a criação deste novo órgão promove um “ganho exponencial” a toda cidade.

“O CMCTI é muito importante para a aceleração econômica de Guarulhos. E eu fico honrado em poder colaborar com o meu conhecimento, de empreendedor e mentor de iniciativas como a Fábrica de Startups, por exemplo. É muito bom estar presente neste ecossistema de fomento tecnológico”, diz Matteo. 

Segundo Matteo, a nomeação no CMCTI vai ao encontro do propósito de sua empresa, que apresenta diversas soluções inovadoras e baseadas em tecnologia para as áreas de benefícios e qualidade de vida.

Novo momento

Com o avanço da vacinação e a retomada gradual de todas as atividades econômicas nos moldes do período pré-pandêmico, o Brasil passa por um novo momento, no qual a aceleração da economia é fundamental para que as empresas se recuperem financeiramente do baque causado pela pandemia de coronavírus.

Para Matteo, a criação do CMCTI é fundamental para que a economia se recupere de forma sustentável. “Com a utilização otimizada da tecnologia, o avanço da economia é acelerado, tanto na área estatal quanto na iniciativa privada”, lembrou.

“Para nós, a palavra do momento é contribuição. É servir com o objetivo de incentivar o crescimento de Guarulhos por meio de ações inovadoras e tecnológicas. Na primeira reunião do conselho, inclusive, discutimos a aceleração do desenvolvimento de um polo tecnológico na região”, completa.

A criação do CMCTI, bem como a sua composição e as suas atribuições foram definidas pela Lei municipal 7728 de 2019, além de ser regulamentada pelo Decreto 36252, também de 2019. A legislação citada, assim como outras informações relacionadas ao órgão podem ser acessadas neste site.

- PUBLICIDADE -