Melhor idade discute violações de direitos em evento promovido pela Prefeitura


A Subsecretaria de Políticas para o Idoso, integrante da Secretaria de Direitos Humanos de Guarulhos, promoveu nesta quarta-feira (29) uma discussão sobre as violações de direitos dos idosos para uma turma de 40 pessoas no polo Academia na Praça 60+ do Centro de Integração da Cidadania (CIC) Pimentas. A ação da Prefeitura encerra o mês dedicado à conscientização sobre a violência contra a pessoa idosa.

A proposta é sensibilizar e conscientizar a população acima de 60 anos sobre a importância da promoção da dignidade, do respeito e da valorização do segmento.

“As realizações da roda de conversa sobre os vários tipos de violações de direitos se fazem necessárias para que a sociedade identifique como as violências acontecem e saiba como e onde denunciar. Elas acontecem em qualquer classe social e credo. Temos que quebrar o pacto de silêncio e denunciar, já que muitos acreditam que a pessoa idosa não sofre violência”, disse a psicóloga Maria Iracilde Santana Oliveira, que atua na subsecretaria.

Segundo a servidora, atualmente se destaca o idadismo, também conhecido por etarismo, que é um preconceito sofrido por conta da idade. Denúncias podem ser feitas pelo Disque 100 – Direitos Humanos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma em cada duas pessoas idosas já foi vítima de ações discriminatórias, as quais prejudicam e podem agravar a saúde física e mental do indivíduo.

- PUBLICIDADE -