Médicos completam terceiro dia de greve; nova audiência de conciliação está agendada para hoje

Lucy Tamborino

Os médicos completaram ontem o terceiro dia de greve com o registro de 52 profissionais que aderiram ao movimento. Sem acordo na última terça-feira (03) no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), o sindicato e a prefeitura devem se reunir hoje em uma nova audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho.

A categoria ainda encaminhou ontem um ofício para as secretarias de Saúde e de Justiça. No documento é reivindicado, entre outras coisas, apenas três consultas agendadas por hora nos atendimentos da atenção primária, manutenção do tempo de atendimento em consultas de pré-natal em 20 minutos e obrigatoriedade de agendamentos feitos pelo aplicativo respeitarem o grupo prioritário, bem como o protocolo de acompanhamento entre médicos e enfermeiros.

No texto, ainda é solicitado instalação de câmera em todas as unidades de Saúde e rondas diárias da Guarda Civil Municipal (GCM) nos locais. O sindicato pede, também, no prazo de sete dias, uma série de documentos e condições de abono dos dias de greve e não retaliação dos profissionais.

A prefeitura vem reiterando que se mantém aberta ao diálogo a fim de se buscar soluções em comum que visem melhorar o atendimento à população. Quanto as unidades que tiveram atendimento prejudicado por conta da ausência dos profissionais, as consultas serão remarcadas dentro da disponibilidade de agenda.

Imagem: Divulgação