Márcio França garante conclusão das obras do Hospital da Mulher em Guarulhos

Da Redação

Após três anos com as obras paradas, devido à falta de entendimento entre os governos do PT e do PSDB, o Hospital da Mulher de Guarulhos deverá ser concluído. O governador Márcio França (PSB) garantiu ontem a retomada das obras.

“Já fizemos tivemos muitas conquistas em Guarulhos como a água, o fim do rodízio, a questão do esgoto, o fim da dívida do Saae, mas agora é a vez do Hospital da Mulher. Temos que concluir essa obra e para isso terá o nosso apoio. Eu tenho palavra, aquilo que eu falar vai acontecer, e o Hospital da Mulher de Guarulhos vai ser o primeiro do Estado de São Paulo de muitos que nós vamos fazer”, disse França.

A garantia do governador veio após um pedido do prefeito Guti. “Está há três anos com obra paralisada. Temos o dever de fazer isso aqui funcionar. O Governo do Estado financiou essas obras, mas infelizmente elas foram paradas. Por isso, eu falei com o governador para que a gente tenha um hospital referência da mulher”, destacou.

A unidade será uma referência no atendimento ginecológico e também para as mulheres vítimas de violência. O Instituto da Mulher foi concebido por meio de uma parceria entre a Prefeitura, o governo do Estado e a Associação Beneficente Jesus José e Maria. Ao município coube a doação da área onde o prédio foi construído, ao governo do Estado, a liberação de recursos para a obra e, ao JJM, a operação do serviço, uma vez que o Instituto será mais uma unidade da Associação Beneficente Jesus José e Maria, instituição filantrópico privada.

A proposta do Instituto é prestar assistência à mulher vítima de violência. Para tanto, deverá contar com três pavimentos, sendo que no primeiro haverá atendimento ambulatorial em uroginecologia, climatério, ginecologia endócrina, infertilidade, ginecologia geral e planejamento familiar, além de Centro de Estudos e exames de apoio diagnóstico como Mamografia, Densitometeria Óssea, Estudo Urodinamico, Ultrassonografia e Colposcopia.

No segundo pavimento funcionará o Hospital Dia, que contará com 10 leitos de curta permanência, e realizará pequenas cirurgias, nódulo de mamas, histeroscopia, Cirurgia de Alta Frequência para Prevenção de Câncer de Colo Uterino – CAF. Nesse piso também estão previstos consultórios para procedimentos como Histeroscopia, Medicina Fetal, Pré-Natal de Alto Risco e Mastologia. Por fim, no terceiro pavimento ficarão os leitos de internação e o Centro Cirúrgico.

Imagem: Mayara Nascimento