Mais de 220 denúncias são apuradas na CGM

Por Pedro Lacerda

Exatas 223 denúncias são apuradas atualmente pela Controladoria Geral do Município (CGM). Em sua maioria elas se referem as secretarias de Saúde e Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

“Nossa ouvidoria é a nossa fonte de informação para averiguar como está o funcionalismo público, nós fizemos 56 atendimentos da ouvidoria este ano e temos a projeção de receber dois mil atendimentos no ano que vem”, disse o controlador geral do município, Edmilson Pereira, ontem durante audiência pública da Leis de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019 na Câmara Municipal.

Ele aproveitou a oportunidade para explicar o trabalho da CGM no que diz respeito aos profissionais da área da Saúde que foram flagrados registrando a presença por meio da biometria, mas que não cumpriam a carga horária determinada.

Segundo ele, a constatação das irregularidades foi possível através de denúncias anônimas, muitas delas de próprios funcionários das unidades de saúde que estavam insatisfeitos com o desempenho dos profissionais.

“Teve uma funcionária que acabou sendo agredida por um paciente com um tapa no rosto devido a demora de atendimento naquela unidade, enquanto o médico estava em casa”, destacou.

Foto: Pedro Lacerda