Lula já cumpriu um sexto da pena no caso Triplex do Guarujá

Brasília - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assiste a presidenta afastada, Dilma Rousseff, fazer sua defesa durante sessão de julgamento do impeachment no Senado ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Da Redação

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já cumpriu um sexto da pena a que foi condenado no caso do triplex do Guarujá. Hoje ele passa a ter o direito de pedir a progressão de regime para o semiaberto. Lula está preso desde abril de 2018 na superintendência da PF em Curitiba.

Em abril deste ano, o STJ reduziu de 12 anos e um mês para 8 anos e 10 meses de prisão a pena do ex-presidente. Ao BRPolítico, Cristiano Zanin, advogado de Lula disse que o ex-presidente não quer a progressão para o semiaberto.

Isso porque, na leitura do petista, ao pedir a progressão ele reconheceria que praticou o crime. “O ex-presidente Lula tem ciência de todos os seus direitos e fez a opção de não autorizar sua defesa a requerer neste momento qualquer progressão de regime, porque não praticou qualquer crime”, justificou o advogado.

Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil