Lufthansa retoma rota São Paulo-Munique com aeronave de última geração

Da Redação

Desde terça-feira (03) a Lufthansa passou a oferecer voos partindo de São Paulo para uma nova porta de entrada para a Europa e o mundo:  Munique, a capital da região alemã da Bavária.

O A350-900 da Lufthansa pousou pela primeira vez no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, em sua viagem inaugural partindo do Terminal 2 do Aeroporto de Munique, Franz Josef Strauss, o hub da companhia na Bavária. São Paulo é o primeiro destino na América do Sul operado pelo A350-900 da Lufthansa, a aeronave mais sustentável e de última geração de sua frota.

“Estamos honrados em conectar São Paulo ao nosso hub premium em Munique novamente. É a primeira vez que a Lufthansa utiliza o Airbus 350-900, a mais moderna e sustentável aeronave de longa distância no mundo, em voos para a América do Sul”, afirma Markus Binkert, Chief Commercial Officer (CCO) Hub Munich e Senior Vice President Marketing.

O voo LH505 sairá de São Paulo às 18h, horário local, as terças, sextas e domingos, chegando em Munique às 9h35 da manhã seguinte. Já o LH504, parte da capital da Bavária as segundas, quintas e sábados às 22:30, e chega em São Paulo às 6:55 do dia seguinte. Estes horários foram estrategicamente programados para oferecer excelentes conexões com os demais voos do Lufthansa Group para todo o mundo. 

O lançamento do novo voo é um dia memorável para o Lufthansa Group, não apenas no Brasil, mas mundialmente. A nova rota representa um reforço às nossas operações, ligando São Paulo – o principal polo econômico e industrial do Brasil – ao hub de Munique, o único aeroporto cinco estrelas da Europa e porta de entrada para centenas de destinos importantes, tanto para aqueles que viajam a negócios quanto para os que vão a lazer.

“Com a volta da rota Munique-São Paulo, estamos conectando dois importantes polos de negócios, assim como seus povos e culturas”, acrescentou Binkert ao destacar os robustos vínculos econômicos entre a região alemã da Bavária e o estado de São Paulo, bem como a importância da nova rota como um pilar de sustentação para o fortalecimento econômico destas cidades que são verdadeiros powerhouses da Europa e América do Sul, respectivamente.

Existem mais de 900 empresas alemãs com sede no estado de São Paulo – a maior concentração fora da Alemanha – e mais de 1.200 se considerarmos todo o país. Nossa intenção é que a nova rota de Munique seja catalisadora do fortalecimento de laços, criação de empregos e estímulo ao ambiente de negócios entre os dois países.

Imagem: Divulgação