Live abordará o conhecimento como ferramenta de emancipação de mulheres negras

Em alusão ao Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, celebrado em 25 de julho, a Subsecretaria da Igualdade Racial (SIR) de Guarulhos intensifica as discussões em torno do enfrentamento às discriminações agravadas pelas desigualdades de gênero e raça. No próximo dia 27 de julho, às 19h, acontecerá uma live com o tema A Construção Sócio-Histórica da Violência: o Conhecimento como Ferramenta de Emancipação da Mulher Negra pelo link https://bit.ly/IgualdadeRacialGru

A apresentação contará com a presença de Deise Benedito, mestre em direito e criminologia pela Universidade de Brasília (UnB), especialista em relações raciais, gênero, segurança pública e ex-perita do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT). A mediação ficará por conta do subsecretário da pasta, Anderson Guimarães. 

Para Guimarães, não existe outra maneira de combater as discriminações contra as mulheres a não ser com a abertura de discussões para que elas tenham conhecimento de seus direitos. “Com a chegada da pandemia, as desigualdades se agravaram e as mulheres são vítimas de diversas opressões, que sofrem cotidianamente. Nós precisamos trabalhar com políticas afirmativas a fim de oferecer a restituição dos direitos das mulheres numa sociedade em que mais da metade das pessoas é formada por meninas e mulheres”, afirma.