Linha 13-Jade da CPTM começa a operar em Guarulhos

Por Rosana Ibanez

Ao lado do prefeito Guti e do vice-governador, Márcio França, o governador Geraldo Alckmin entregou a Linha 11-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O ramal fará a ligação das estações Engenheiro Goulart e Aeroporto-Guarulhos com 12.2 quilômetros de faixa ferroviária, duas novas estações, três novos bicicletários e uma passarela na Estação Engenheiro Goulart, que está em operação desde o ano passado atendendo a Linha 12-Safira. O investimento do empreendimento é da ordem de R$ 2,3 bilhões.

“Hoje estamos entregando 12,2 km de ferrovia, uma nova linha, que é a linha Jade-13, e duas novas estações, Cecap, que é um bairro importantíssimo, e a estação Aeroporto aqui em Guarulhos. De qualquer lugar da região metropolitana, a pessoa vai poder vir para o aeroporto pagando R$ 4. É inclusão”, afirmou Alckmin.

Serão beneficiados com a nova linha a população que mora, trabalha ou estuda na segunda cidade mais populosa do Estado, além dos turistas de lazer e negócios. A previsão é que sejam atendidos cerca de 120 mil usuários por dia útil.

“Vale ressaltar aos usuários do trem que a cidade toda ficará integrada, uma vez que a estação Cecap e Aeroporto estão próximas dos Terminais Cecap, Taboão e do Terminal Rodoviário Urbano, que inclusive é o ponto de convergência do Circular da Saúde. A melhoria na qualidade de vida está 100% associada a qualidade de mobilidade”, disse o prefeito Guti.

Já o vice-governador ressaltou a importância da obra. “O governo de São Paulo ainda tem mais de mil obras para entregar e a chegada do trem com certeza é uma obra importante. É a possibilidade de juntar as duas maiores cidades de São Paulo, integrando o aeroporto a capital”, destacou França.

Operação
Neste primeiro mês da Linha 13-Jade, será realizada a Operação Assistida com intervalos de cerca de 30 minutos, aos sábados e domingos, das 10h às 15h. O percurso será feito em cerca de 15 minutos e o usuário que desejar prosseguir na CPTM deverá fazer baldeação na Estação Engenheiro Goulart para a Linha 12-Safira.

O início da operação será feito com composições da série 9.500, fabricadas pela Hyundai-Rotem, e fazem parte do lote de 65 trens novos comprados pela CPTM. A partir de 2019, os trens serão substituídos pela frota permanente da Linha-13 com oito composições que, além de toda a tecnologia dos trens atuais, terá bagageiros para os passageiros transportarem as malas com mais conforto. Esses trens estão sendo fabricados pelo consórcio Temoinsa-Sifang.

Estações modernas compõem ramal guarulhense
As estações da Linha 13 têm arquitetura arrojada, com estruturas leves e envidraçadas, que permitem a iluminação natural, além de contarem com amplos mezaninos. Também são dotadas de sistema de aquecimento de água por energia solar, reservatório de armazenamento de água de reuso, via captação de águas pluviais, que após tratamento, podem ser usadas na limpeza e nos banheiros.  As plataformas são cobertas e os edifícios estão equipados com todos os itens de acessibilidade. Juntas, as três estações contam com quatro bicicletários, totalizando 514 vagas.

Estação Engenheiro Goulart
A Estação Engenheiro Goulart, que já atende a Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana) desde agosto do ano passado, foi totalmente reconstruída. Com 15 mil m² de área construída, a estação tem duas plataformas centrais para atender as duas linhas. A estimativa de demanda é da ordem de 50 mil usuários por dia útil.

Estação Guarulhos-Cecap

Com mais de 11 mil m² de área construída, a estação tem quatro elevadores e nove escadas rolantes, além de um bicicletário com 188 vagas. A estimativa de demanda é da ordem de 50 mil usuários por dia útil.

Estação Aeroporto-Guarulhos
Com mais de 20 mil m² de área construída, é a maior estação operada pela CPTM e está equipada com sete elevadores e 14 escadas rolantes. O bicicletário tem 100 vagas e a estimativa de demanda é da ordem de 20 mil usuários por dia útil. A estação conta com três acessos.

Foto: Alexandre Sone