Líder convicto, São Paulo derrota Sport no Recife

PE - SPORT-SÃO PAULO/BRASILEIRÃO 2018 - ESPORTES - Partida entre Sport x São Paulo, válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizado no estádiio Ilha do Retiro, em Recife, na tarde deste domingo, 12. 12/08/2018 - Foto: MARCEL LISBOA/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Da Redação

O melhor São Paulo dos pontos corridos continua firme no topo da tabela de classificação. Com gols de Diego Souza e Nenê, artilheiros do clube na temporada (11 cada), e outro de Tréllez, o time do técnico uruguaio Diego Aguirre derrotou o Sport por 3 a 1, ontem, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Marlone descontou para os anfitriões.

O resultado manteve os paulistas na liderança com 38 pontos, um à frente do Flamengo, que venceu o Cruzeiro (1 a 0) no Rio de Janeiro.

Com rara oportunidade de escalar a sua formação ideal neste campeonato, o técnico são-paulino promoveu o retorno de Jucilei, fora da equipe desde a primeira partida pós-Copa, quando se machucou durante a vitória sobre o Flamengo. Liziero voltou para o banco de reservas.

Aos 30 minutos, Gabriel perdeu o controle da bola quando o time partia em direção ao ataque e a deixou de graça para Reinaldo, que acionou Everton na esquerda com a defesa pernambucana completamente aberta. O atacante achou Diego Souza na pequena área, que teve calma para dominar e bater sem dificuldade com o goleiro Magrão já caído: 1 a 0.

No segundo tempo, aos sete minutos, Nenê recebeu passe de Rojas pela direita, já dentro da área, e chutou rasteiro, no canto esquerdo de Magrão, para ampliar a vantagem: 2 a 0.

Com inteligência, o São Paulo inverteu o lado e passou a atacar pela direita, aproveitando a velocidade de Rojas, pouco acionado na primeira etapa, para contra-atacar. Foi por ali, por exemplo, que a equipe criou a jogada do gol corretamente anulado de Reinaldo – Nenê, que ajeitou a bola cruzada por Rojas, estava impedido.

O gol sofrido em falta cobrada por Marlone que desviou na barreira, aos 41 minutos, não impediu a 11.ª vitória tricolor no campeonato, confirmada aos 44 com gol do colombiano Tréllez, que chutou duas vezes para superar Magrão: 3 a 1.

Imagem: Marcel Lisboa/Estadão