Leis da cidade evoluem e mulheres são favorecidas

Por Rômulo Magalhães

Nos últimos anos, as questões de políticas públicas para as mulheres têm evoluído na cidade e beneficiado todas as guarulhenses. Projetos recentes apresentados por vereadores que viraram leis favorecem exclusivamente a população do sexo feminino.

Um deles, de autoria do vereador Eduardo Barreto (PCdoB), permite que as mulheres desembarque fora dos pontos de ônibus entre às 22h e 5h. Moradora de Cumbica, Bianca de Souza, 22 anos, comemora a medida. “É muito importante. Trabalho no Centro e chego em casa todos os dias depois das 22h. Assim posso descer em um local bem próximo a minha casa”, disse.

Na última sessão do Legislativo, os parlamentares derrubaram o veto do Executivo que obriga os hospitais da rede pública e privada a permitirem a presença de doulas (acompanhantes) durante todo o período do trabalho de parto. “Agora o prefeito tem que sancionar e virará lei. É mais um passo muito importante que damos para construir uma cidade melhor e que beneficie as mulheres”, disse a vereadora Janete Rocha Pietá (PT), autora do texto.

Outra proposta foi a criação da Patrulha Maria da Penha, de autoria do vereador João Dárcio (Podemos). De acordo com o texto, o patrulhamento visa garantir a efetividade da Lei Maria da Penha, assegurando o acompanhamento e atendimento das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

 Câmara realiza evento que comemora 86 anos do voto feminino
Foi realizado ontem à noite na Câmara Municipal evento que celebra os 86 anos do voto feminino. A celebração foi organizada pela vereadora Janete Pietá, que também preside a Procuradoria Especial da Mulher. “Além da celebração dos 86 anos do voto das mulheres, debatemos a participação da mulher na democracia e política”, declarou.

Foto: Fábio Nunes Teixeira