Instrumentistas da GRU Sinfônica e Orquestra Jovem se preparam para o grande espetáculo deste domingo

Da Redação

Já está quase tudo pronto para o grande espetáculo que acontece no domingo (08), às 20h, no Bosque Maia, ocasião em que a Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos (OJMG) convida ao palco a GRU Sinfônica, marcando a estreia da mais nova orquestra da cidade de Guarulhos. O espetáculo, gratuito e ao ar livre, marca as comemorações do aniversário de 459 anos da cidade de Guarulhos e conta com a presença do maestro João Carlos Martins, patrono da GRU Sinfônica.

Além do aniversário da cidade e do lançamento da GRU Sinfônica, o evento também comemora o aniversário de 16 anos da OJMG, que celebra um sem número de espetáculos, um percurso riquíssimo responsável por espalhar a música sinfônica por toda a cidade, formando plateias e promovendo a junção dessa linguagem artística com outras em seus concertos temáticos.

Tanto para os instrumentistas que acabaram de chegar quanto para os veteranos da Orquestra Jovem, a semana foi marcada por ensaios e encontros de acolhimento, que aconteceram no Adamastor Centro e no Conservatório de Guarulhos. No domingo, os mais de 120 músicos participantes têm o desafio de mostrar ao público do Bosque Maia um espetáculo grandioso.

O primeiro ensaio da GRU Sinfônica, ontem, foi marcado por muita emoção e repertório assertivo. O músico percussionista José Roberto Frota, de 35 anos, mal conseguia conter a alegria e a satisfação por ter sido selecionado em meio a tantos instrumentistas competentes.

Bacharel pela Unesp, o músico que mora em Carapicuíba conta que estudou muito para participar do teste e que está bastante ansioso pelo trabalho que vai realizar nas escolas da Prefeitura de Guarulhos. “Fui professor do projeto Guri por cinco anos e foi ali que aprendi a lidar com as crianças e sua realidade, com o fato de haver uma única bateria numa turma de 30 alunos, tudo isso me preparou para conseguir fazer meu trabalho acreditando no sonho daquelas crianças, sempre com sorriso no rosto”.

Com o perdão do clichê, Alefe Bebiano, de 21 anos, pode ser considerado “o bom filho que a casa torna”, já que no período de 2014 a 2018 ele atuou como contrabaixista da Orquestra Jovem e teve que se ausentar por conta da faculdade de música na Unesp. Com os horários finalmente adequados, Bebiano está de volta aos palcos da cidade, desta vez como chefe de naipe da GRU Sinfônica.

“É uma sensação nostálgica, extremamente acolhedora. As expectativas são ótimas. Precisamos de mais orquestras profissionais e Guarulhos está um passo adiante das outras cidades, é realmente uma iniciativa bastante esperada por todos nós”, disse Bebiano.

Entre um ensaio e outro, no qual o maestro Emiliano Patarra evidencia com largo sorriso a enorme satisfação pelo espetáculo do próximo domingo, o regente confessa certa ansiedade, quase incompatível com quem já tem larga experiência nos palcos.

“Cada espetáculo é diferente do outro, cada um tem sua particularidade e muitas surpresas. Neste, em especial, temos a presença do maestro João Carlos Martins, que nos abraça e motiva com seu carinho habitual, em meio a uma grande celebração do aniversário da cidade. Além disso, colocamos lado a lado os competentes músicos da Orquestra Jovem e os recém-chegados da GRU Sinfônica, que juntos têm o desafio de mostrar a importância e os benefícios culturais dessas orquestras para toda a cidade e o País”, vibra Patarra, sempre sorridente.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos