Instalação no Cras Santos Dumont alerta sobre o tráfico internacional de pessoas


Uma caixa de presente gigante, embrulhada em papel azul e com um cartaz com os dizeres “Quer ir para o exterior com casa, comida e emprego? Então abra este presente” chamou a atenção dos frequentadores do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Santos Dumont nos últimos dias. Os interessados que abriram o presente e entraram na caixa depararam com um alerta importante: a necessidade de atenção com o tráfico de pessoas.

A ação de sensibilização, que aconteceu entre 25 e 29 de julho, foi organizada pela gerência da unidade e alertava jovens e adultos sobre o enfrentamento desse tipo de crime em alusão ao 30 de julho, quando é celebrado o Dia de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas.

A instalação é chamada de Caixa de Presente, simbolizando propostas tentadoras de mudança de vida como atrativo a potenciais vítimas do tráfico de pessoas. Ao entrar na caixa o público encontrou informações, fotos e depoimentos de vítimas que se encantaram com propostas falsas e encontraram prostituição, trabalho escravo e outras formas de violação dos direitos humanos. 

De acordo com Cristina Santana Gonçalves, coordenadora da unidade, cerca de 700 pessoas passaram pela unidade em uma semana e boa parte delas se interessaram pela caixa. “As pessoas se atraíam muito pela suposta oportunidade oferecida e quando começavam a ler os depoimentos, se chocavam. É um trabalho de prevenção muito importante”, disse.

Depoimentos

A ação traz depoimento reais retirados de sites de ONGs que batalham pelo fim do tráfico de pessoas. A ação foi inspirada no movimento internacional Giftbox (caixa de presentes em inglês) e foi construída pela educadora do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Maria Luiza Pirez de Souza, com a participação dos jovens assistidos pelo serviço em todo o processo.

- PUBLICIDADE -