Guti sanciona lei que multa em R$ 1,5 mil flanelinha que coagir ou ameaçar motorista em Guarulhos

Lucy Tamborino

O prefeito Guti sancionou o projeto de lei que visa estabelecer como ato ilícito administrativo a coação exercida por guardadores de carros, conhecidos como flanelinhas. A multa a ser aplicada será de R$ 1,5 mil. Ainda em caso de reincidência no período de cinco anos, o valor da multa será dobrado.

A punição será realizada àqueles que ameaçarem ou coagirem, de qualquer forma, mesmo que velada, o motorista a contratar os seus serviços ou dar remuneração. Ou então sugerir qualquer espécie de preço tabelado ou que não fique à livre escolha do motorista.

Na sanção, publicada no Diário Oficial, Guti descarta o quarto artigo responsável pelo indicativo que a Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU) fiscalizaria a aplicação da lei podendo, se necessário, fazer convênio com outras secretarias, órgãos ou entes federativos.

“Cabe esclarecer que à STMU, por meio do quadro de Agentes de Transportes e Trânsito, compete à fiscalização de transportes e trânsito, nos termos do Manual de Descrição de Atribuições de Cargos e Empregos Públicos do Município de Guarulhos”, justificou o prefeito alegando ainda vícios de inconstitucionalidade formal e material.

A proposta é de autoria dos vereadores Professor Jesus e Rafa Zampronio (PSB).

Imagem: Lucy Tamborino