Guarulhos ultrapassa 100 casos de sarampo; 34 deles foram identificados em uma semana

Dia D de mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

Lucy Tamborino

Guarulhos já registrou até o momento 117 casos de sarampo, conforme balanço atualizado ontem pela Secretaria Municipal de Saúde. Desde a última quinta-feira (05), 34 novos casos foram confirmados. Ninguém foi a óbito na cidade, mas no Brasil quatro mortes já foram confirmadas.

O Brasil não registrava casos de óbitos devido à enfermidade desde o último surto, em 1997. Para lidar com a doença na cidade, agora a vacina só está sendo aplicada em pessoas que não possuem as doses recomendadas em dia. “É importantíssima à vacinação e conhecer sua situação vacinal e tomar as doses não só de sarampo, se hoje você é um adulto ou um adolescente, tem a vacina contra o HPV, a antitetânica, por exemplo. Nós temos que manter essas vacinas em dia, porque não sabemos o que pode ocorrer e as epidemias estão voltando”, destacou a secretária de Saúde, Ana Cristina Kantzos.

Diante do surto da enfermidade na cidade, seguir a recomendação em caso de suspeita de sarampo pode ser um passo para conter a epidemia. “A primeira coisa que a pessoa precisa fazer é ir até uma unidade de saúde e lá será realizado um exame”, destacou Ana Cristina. “Em até cindo dias aparecem às manchas, então a gente consegue identificar, mas na unidade é colhida uma sorologia e é feita uma diferenciação, porque o eczema não parece só no sarampo, mas pode surgir na rubéola, em uma relação alérgica ou infecção viral, mas neste momento, que estamos diante de um surto, quem vai definir isso é o médico”, completou a secretária.

Imagem: Marcello Camargo Jr/Agência Brasil