Guarulhos possui pelo menos 13 mil pacientes que necessitam de insulina

Lucy Tamborino

Guarulhos possui cerca de 13 mil pessoas cadastrados no Programa de Automonitoramento da Glicemia. Conforme a Secretaria de Saúde, esses pacientes dependem do fornecimento da insulina, a causa do uso do hormônio está relacionada com a diabetes. A doença também consta entre as doenças crônicas não transmissíveis e na lista das 10 principais ameaças à saúde global em 2019, divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Dados da entidade mostram que essa classificação de doença, em que se enquadram além de diabetes, câncer e doenças cardiovasculares, são responsáveis por mais de 70% de todas as mortes no mundo – o equivalente a 41 milhões de pessoas. Isso inclui 15 milhões de pessoas que morrem prematuramente (entre 30 e 69 anos), sendo que mais de 85% dessas mortes prematuras ocorrem em países de baixa e média renda.

A diabetes é enquadrada geralmente em dois tipos o 1 e o 2. No primeiro, é uma doença autoimune. O sistema imunológico que seria responsável por defender o corpo de infecções atua de forma contrária. O sistema, pode, por exemplo, atacar as células do pâncreas responsáveis pela produção de insulina, matando-as. Já no tipo 2, as células do organismo se tornam resistentes a sua ação e, com o tempo, há uma queda na produção desse hormônio.

Imagem: Divulgação