Guarulhos firmará parceria com o governo federal para testes com medicamento no combate ao coronavírus

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, deve visitar a cidade nesta quarta-feira (02) para assinar um protocolo com a Secretaria da Saúde para a utilização de um vermífugo conhecido como anitta em pacientes com sintomas iniciais da doença. A informação foi confirmada hoje pelo prefeito Guti, durante live nas redes sociais.

“Vamos ajudar o Brasil e o governo federal a testar esse medicamento para saber se tem eficácia. Agradeço por essa oportunidade para Guarulhos de tentar ajudar no enfrentamento de forma assertiva com medicamento contra o coronavírus”, disse o prefeito.

Os testes em humanos acontecerão após uma redução de 94% da carga viral em células in vitro infectadas pelo novo coronavírus, o que deu embasamento para o governo federal.

A ocupação dos leitos municipais de UTI, direcionados para pacientes com suspeita ou confirmação da covid-19, teve mais uma queda nesta segunda-feira (29), chegando a 58,9%. No sábado esse número era de 65,3% e na sexta-feira, 69,2%. Já em leitos clínicos a ocupação está em 77,8%. A diminuição da taxa, que chegou a 100% no final do mês de maio, ocorreu com a ação do prefeito Guti, que conseguiu aumentar o número de leitos no Centro de Combate ao Coronavírus (3C-Gru), passando de 14 para 24, além de mais 12 no Hospital Municipal de Urgências (HMU). Também foram contratados outros 16 leitos de hospitais privados por meio de locação. 

Os casos confirmados do novo coronavírus em Guarulhos são 8.866, com 617 óbitos, sendo que outros 24 seguem em investigação. A taxa de letalidade é de 6,9% na cidade. Das 35 mortes confirmadas nesta segunda-feira (29) 25 são do sexo masculino e dez do feminino. No entanto, apenas nove mortes ocorreram em junho, o restante em maio. Entre as novas vítimas, duas tinham entre 30 e 39 anos, cinco entre 40 e 49 anos, sete pertenciam à faixa etária de 50 a 59 anos, outros sete eram idosos de 60 a 69 anos, seis tinham entre 70 e 79 anos e oito tinham mais de 80 anos. No 3C-Gru há 56 pessoas internadas, sendo 18 em UTI, 34 em enfermaria e quatro em observação. Um óbito, uma transferência e cinco altas foram registradas.