Guarulhos deve perder mais 17 profissionais do Programa Mais Médicos até o final do ano

Lucy Tamborino

Com a determinação do Ministério da Saúde, que somente os municípios com maior vulnerabilidade social se tornarão elegíveis para a renovação de contrato do programa Mais Médicos, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Guarulhos deverão perder mais 17 profissionais neste ano. De acordo com a Secretaria da Saúde, dois deles já deixaram de atender aos pacientes nas UBSs Nova Cidade e Cummins.

Segundo a pasta, a cidade conta com 36 profissionais atuando no município. No entanto, outros 12 médicos deixarão a cidade em 2021.

Guarulhos, assim como os demais municípios que possuem profissionais vinculados ao programa, vem perdendo médicos gradativamente. No final de 2018, havia 43 médicos vinculados ao referido programa prestando serviços em Guarulhos. Desse total, 18 desistiram, sendo três por aprovação em concurso público, cinco devido encerramento das atividades, seis por assuntos particulares, três em razão de ingresso em residência médica e um por validação de título de médico.

Para continuar garantindo o atendimento da população, estão sendo convocados todos os médicos aprovados em concurso público desde julho 2019. Ainda de acordo com a pasta, há também a solicitação de abertura de novo concurso público, além do possível desencadeamento de processos seletivos simplificados para atender a urgência.

Já o Ministério da Saúde reafirmou a política de priorização de chamamento para os municípios com maior vulnerabilidade social. O órgão ainda mencionou que o Programa Médicos Pelo Brasil, sancionado em dezembro de 2019, vai ampliar a oferta de serviços profissionais em municípios de difícil provimento ou de alta vulnerabilidade com 18 mil vagas em todo o país.

Confira o encerramento dos contratos deste ano

Mês término contrato Número de médicos UBSs
Janeiro 2 Nova Cidade e Cummins
Fevereiro 1 Santos Dumont
Março 2 Acácio e Recreio São Jorge
Abril 3 Soimco, Nova Bonsucesso  e Marinópolis
Junho 3 Allan Kardec, Bananal e Palmira
Outubro 6 Nova Cidade, Soberana, Álamo, Bananal, Seródio e Jacy

Imagem: Fábio Nunes Teixeira/PMG