Guarulhos assina termo de cooperação contra o tráfico de pessoas

A Prefeitura de Guarulhos assinou na manhã desta sexta-feira (30), no Palácio dos Bandeirantes, um termo de cooperação com o Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. A cidade irá reativar seu comitê local que trata sobre o tema, da mesma forma que outros 13 municípios do Estado. 30 de julho é o Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, estabelecido pela ONU.

Guarulhos nunca deixou de atuar no combate ao tráfico, mas a reativação do comitê reforçará as ações sobre o tema nos próximos meses. A cidade é pioneira nas iniciativas do tipo, com atividades que remontam à década de 1990 por meio da Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude (Asbrad).

A primeira ação será a distribuição de informativos com dicas sobre a prevenção ao tráfico, tais como duvidar de propostas de empregos fáceis e lucrativos, pesquisar sobre o contratante e deixar endereço e telefone com familiares do local para onde for viajar. Os informativos serão distribuídos nas secretarias de Educação, Saúde, Direitos Humanos e Desenvolvimento e Assistência Social.

De acordo com o prefeito Guti, presente ao evento desta manhã e que assinou o termo, o enfrentamento ao tráfico de pessoas é um tema de fundamental importância a Guarulhos devido, entre outros fatores, a abrigar o maior aeroporto da América do Sul. “Temos, portanto, um grande fluxo de entrada e saída de pessoas. A Prefeitura está à disposição do comitê estadual e será cada vez mais assertiva nas ações contra o tráfico”, comentou.

O informativo, elaborado em quatro línguas (português, inglês, espanhol e creole), expõe ainda sinais de que a pessoa é vítima de tráfico, como terceiros que pedem para ficar com seu passaporte e outros documentos de viagem e falta de conhecimento do endereço da casa ou do trabalho para onde vão. Dele consta ainda o Disque-Denúncia 181, do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. O número 190, da Polícia Militar, também pode ser acionado nesses casos.