Guarulhenses abandonaram mais de dois mil veículos pelas ruas da cidade em 2017

Da Redação

Mesmo os guarulhenses enfrentando uma severa crise de abastecimento, devido a greve dos caminhoneiros, a cidade contabiliza dados alarmantes quando o assunto é o abandono de veículos.

As causas são as mais variadas. Segundo dados da Secretaria de Transportes e Trânsito (STT), somente no ano passado 2.206 veículos foram retirados das vias de Guarulhos. Entre janeiro e abril deste ano o número registrado já é de 220 apreensões.

Ruas e avenidas são periodicamente monitoradas pela pasta através da “Operação Carro Abandonado, Carro Guinchado”.

Conforme a STT, os proprietários dos veículos apreendidos têm prazo de 60 dias para retirá-los, sob apresentação da documentação regularizada e após o pagamento das taxas de remoção e estadia.

Um dos objetivos da ação é fomentar medidas de segurança, uma vez que os veículos abandonados podem ser usados por meliantes como esconderijo. Além disso, a operação contribui para a estética do município e para a diminuição dos riscos de proliferação de doenças como a dengue, por exemplo, visto que um automóvel negligenciado pode ser um facilitador nesse sentido ao servir como ponto de acumulação de água.

Segundo a pasta, após ultrapassado o prazo de 10 dias da notificação prévia, caso os donos não tomem nenhuma providência, os veículos são encaminhados aos pátios localizados nos bairros Cidade Seródio e Vila Venditti.

Foto: Divulgação/PMG