Guarulhense se prepara para retomada dos projetos sociais

O Atlético Guarulhense, clube que atua com 600 atletas na cidade, está se preparando para a retomada dos projetos sociais que beneficiam a saúde de pessoas em situação de vulnerabilidade em Guarulhos. A agremiação aguarda a diminuição de casos e mortes em decorrência do coronavírus, bem como o avanço da vacinação para seguir com os trabalhos.

O futsal, que chegou a reunir 200 jovens no Cocaia com aulas duas vezes por semana, será um dos primeiros a retornar, desde que, sempre salientando, as condições sanitárias da ocasião estejam próprias para a prática da modalidade que mais reúne atletas no Guarulhense.
Outras modalidades, como a zumba e a ginástica, que também beneficia quase uma centena de pessoas da terceira idade no Cocaia, aguardam a vacinação em massa. A ginástica, sobretudo, precisa de uma retomada gradual e segura para seus praticantes, em maioria do grupo de risco.

O karatê, comandado pelo experiente professor faixa preta, Sebastião Barreto e o xadrez, do multicampeão professor Rafael Nogueira, também continuarão na grade de projetos voltados a crianças e jovens de baixa renda e moradores da cidade de Guarulhos.

“Mais importante do que competir é fazer algo pela cidade de Guarulhos. Nós conquistamos alguns títulos nos últimos anos, mas a conquista crucial é tirar um jovem das ruas ou dar esperança a algum idoso que pode praticar atividade física e manter a mente sã”, afirma Carlos Alberto, o Carlinhos, presidente do Guarulhense.
“Qualquer um pode se inscrever nos nossos projetos. E, mais do que isso, aceitamos professores e voluntários que queiram fazer parte desse ecossistema chamado Guarulhense. Nós ouvimos e recebemos bem todos os trabalhos e modalidades. Quem quiser ensinar baralho, voleibol ou balé terá chance no nosso clube”, finaliza Carlinhos.

O e-mail caguarulhense@hotmail.com segue disponível para pessoas que queiram se cadastrar nos projetos ou oferecer serviços ao Guarulhense.