Guarulhense 32 anos: duas gestões e um só ideal!

Reativado em 2014, o Atlético Guarulhense – clube que atende 600 atletas em Guarulhos – tem uma história mais antiga, que poucos imaginam, iniciada em 1988, pelo ex-presidente João Ricardo Tura, falecido em 2017.

Em abril daquele ano, Tura iniciou um sonho na cidade, alimentado por ele mesmo até o dia da sua morte, quando o time foi licenciado. Somente em dezembro de 2014, Carlos Alberto Fernandes, o Carlinhos, antigo jogador do Guarulhense, reativou a agremiação e manteve o nome e a essência, além de aquecer o desejo do antigo presidente.

O nome de João Ricardo Tura ainda é citado no site do Atlético, como presidente “In Memorian”. Além dele, o estatuto menciona Luiz Cesar Serra (vice-Presidente), Carlos Antônio Marques (secretário-geral), Hermes Damiani Herdosi (1º secretário), Gilmar Antônio de Campos (2º secretário), Mauro Moraes de Rocha (1° Tesoureiro), Gilberto Augusto Pires (2° Tesoureiro), Hélio Aparecido Lacerda (diretor de Esportes) e Anísio Aparecido Poli (representante junto à entidades esportivas).

Em 2016, a filha de João Ricardo Tura, Vanessa, foi procurada pela atual gestão e disse não saber que o projeto do Guarulhense havia retornado. Emocionada, ela se recordou da infância nas praças esportivas do município ao lado do pai. “Fiquei emocionada na hora, ao ver que ressuscitaram o projeto. Depois, quando me enviou fotos do time, das crianças, do título do sub-16, da ginástica para idosos e da escolinha gratuita, eu chorei sem parar”, disse Vanessa.

“O time era a vida do meu pai. Ele tirava de casa pra colocar no Guarulhense. Passava mal, não tinha final de semana, nem nada. Tudo era em prol do clube. Já debilitado, uma semana antes de morrer, ele deixou claro que seu objetivo maior era uma associação como essa, com equipes de todas as idades, projetos sociais para crianças e idosos e, mais do que isso, uma marca que levasse o nome da cidade para fora”, completou.

No ano seguinte, na reinauguração do Ginásio da Ponte Grande, o clube convidou Vanessa para uma homenagem aos serviços prestados por João Ricardo. Ela recebeu um troféu com uma mensagem de agradecimento ao ex-presidente Tura.

Agora, Vanessa foi novamente questionada a respeito do atual trabalho da agremiação. “Me alegro tanto em ver o carinho, em ver as postagens e as crianças em quadra. Vi um pai que fez uma tatuagem em homenagem ao clube, meu pai ficaria enlouquecido”, ressalta, em tom de saudade.

Atleta de João Ricardo, Carlinhos fez questão de enfatizar que o nome do primeiro gestor do clube jamais será deixado de lado pelo Guarulhense. “É um time só. Precisamos resgatar o pessoal das antigas, o pessoal que fez parte do sonho. Eles precisam ver que o sonho não acabou. Quero muito contar com o apoio deles. Estamos crescendo a cada ano, aumentando o projeto e subindo um degrau de cada vez. Quanto mais gente, ainda mais identificada, melhor”, afirmou Carlinhos.

“Pela família do Tura, da minha, de todos os antigos e novos atletas, pais e por Guarulhos, nós temos um trabalho bonito. Todos que se aproximarem serão muito queridos e bem recebidos”, finalizou o presidente.