Greve na Carnevalli conquista PLR de R$ 1.400,00

O Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região dirigiu greve na Carnevalli, em Cumbica, terça (17). Os trabalhadores cruzaram os braços contra a posição da empresa de pagar uma mísera Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR).

A primeira negociação começou com zero. Na segunda, a empresa ofereceu R$ 300,00. Ante a negativa dos funcionários, no dia 12 a proposta chegou a R$ 500,00. A assembleia recusou e começou a discutir a paralisação.

O Sindicato protocolou documento de 48 horas na Carnevalli, que respondeu segunda (16). O diretor Pedro Pereira da Silva (Zóião) conta: “A empresa nos ligou e tentou marcar reunião quinta, 19. Também reuniu os funcionários e ofereceu R$ 700,00, sem a presença do Sindicato. Ela apostou no confronto”.

O protesto, que durou duas horas, fez a empresa recuar e oferecer os R$ 1.400,00 que os trabalhadores pleiteavam. O valor será pago em duas parcelas. Em dezembro R$ 1.000,00 e R$ 400,00 em janeiro.

Presidente do Sindicato, José Pereira dos Santos afirma: “A busca de PLR não para, mesmo durante a Campanha Salarial. Queremos Participação pra 100% da base”.