Greve de caminhoneiros pode afetar transporte público e coleta de lixo em Guarulhos

Por Pedro Lacerda

O grande protesto dos caminhoneiros que ocorre em todo o Brasil desde o último dia 21, devido ao aumento do preço do combustível, começa a ter grandes reflexos em Guarulhos.

Na manhã de ontem a rodovia Presidente Dutra registrou altos índices de congestionamento. A categoria se reuniu em um posto de serviços, próximo a região do Bonsucesso. Além disso, diversos pontos da via entre São Paulo e Rio de Janeiro foram bloqueados. A rodovia Fernão Dias também apresentou reflexos do protesto.

No entanto, a situação poderá ficar ainda pior. Isso porque a paralisação pode afetar a circulação de ônibus e a coleta de lixo na cidade hoje. Em nota, a Secretaria de Transportes e Trânsito (STT) afirmou que está trabalhando para minimizar os transtornos para os usuários, porém informa que o coletivo municipal poderá operar com frota reduzida, com possíveis atrasos e lotações dos veículos.

Outro serviço que será prejudicado é a coleta de lixo. Segundo a prefeitura, a coleta noturna somente ocorrerá na região central, uma vez que os caminhões estão presos tanto no aterro como em seu entorno.

Serviço de tapa-valas do Saae também está prejudicado
A greve também está impedindo, desde as 12h de ontem a saída de três caminhões da empresa terceirizada que realiza o trabalho de tapa-valas para o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Guarulhos.

Os veículos estão parados na Estrada do Cabuçu, onde está localizada a usina de produção de asfalto. Todos estão carregados e prontos para iniciar os trabalhos em diversas regiões da cidade.

Foto: Fábio Nunes Teixeira