Gastos com apps de transporte registram queda de 27,78% com pandemia

Mobills, startup de gestão de finanças pessoais, analisou dados de mais de 47 mil usuários do aplicativo Mobills entre os meses de janeiro e setembro de 2020, e constatou que os gastos com os principais aplicativos de transporte (Uber e 99) tiveram queda de 27,78%, em média, na comparação entre o primeiro e o nono mês deste ano.

No gráfico acima, é possível notar que em março, início da quarentena no Brasil, os serviços de transporte particular tiveram uma queda 23,42% em comparação a fevereiro. No mês de abril, com o incentivo da maioria dos Estados para o isolamento social, a queda aumentou para 43,20% na comparação entre abril e março. Já o mês de maio atingiu o pico mais baixo nos gastos com Uber e 99, totalizando uma diferença de 71,73%, na comparação entre maio e janeiro. O mês de junho apresentou um aumento de 26,98% em relação a maio, e em julho 38,92% a mais em comparação com junho. Já em agosto os gastos continuaram demonstrando crescimento, no total 28,78% a mais do que o valor acumulado em julho.

Em setembro o aumento foi um pouco menor, registrando 12,43% mais do que agosto.

Apesar do crescimento, os gastos com aplicativos de transporte em setembro são cerca de 27,78% menores, do que o valor registrado em janeiro.

Valor médio gasto por transação se mantém estável

O estudo dos dados também analisou o ticket médio dos pedidos realizados em cada um dos serviços de transporte nos sete primeiros meses do ano.

De janeiro a setembro os valores médios gastos por transação em ambos os aplicativos não apresentou grande variação, sendo a média de gastos no Uber R$ 14,93 e no 99 R$ 12,04.

Carlos Terceiro explica que a variação no ticket médio não foi tão expressiva porque a maior parte do usuários reduziu totalmente essa despesa com as medidas de isolamento social e, provavelmente, os que continuaram utilizando o fizeram para se locomover para locais que já frequentavam antes da pandemia.

Na análise entre o ticket médio de janeiro e setembro, a Uber teve uma pequena queda de 4,37%. Enquanto a 99 teve uma redução de 5,59% na média de gastos na comparação entre janeiro e setembro.