Garanta seu lugar no Expresso Turístico de Paranapiacaba no fim de ano

Da Redação

Já pensou em fazer um bate-volta para Paranapiacaba nas férias de fim de ano e conhecer a vila de arquitetura inglesa? E se essa viagem fosse feita em uma locomotiva do século passado, que nem se vê nos filmes? Na CPTM, isso não está tão longe de você.

Aos sábados e domingos, a Companhia realiza viagens em uma locomotiva a diesel, modelo Alco RS-3 de 1952, resgatando todo o glamour das viagens férreas e permitindo que o passageiro embarque em uma viagem no tempo. Em Paranapiacaba, além da arquitetura, o visitante também poderá conhecer um pouco da história e da expansão da ferrovia brasileira.

Para dezembro, ainda há algumas vagas disponíveis para o Expresso Paranapiacaba nos dias 22, 28 e 29/12. O Expresso Turístico também oferece viagens para Jundiaí, em que o público pode garantir alguns lugares na viagem do dia 7/12.

Mas, quem não conseguir uma poltrona nas férias de dezembro, ainda terá a chance de viajar no Expresso Turístico do mês de janeiro. O calendário dos passeios para o começo de 2020 começará a ser aberto a partir da próxima semana. Por isso, fique atento às datas e programe sua viagem com antecedência. As datas e as vagas podem ser consultadas no site http://www.cptm.sp.gov.br/sua-viagem/ExpressoTuristico/Pages/Vagas-e-Calendario.aspx

Paranapiacaba

Na cidade, é possível visitar a Igreja de Bom Jesus, datada de 1889, a segunda locomotiva mais antiga do Brasil, que integra o acervo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), além de diversos pontos turísticos e históricos. Para os aventureiros, Paranapiacaba também é conhecida por suas famosas trilhas, que oferecem opções tanto para os iniciantes como para profissionais, além do típico e original sorvete de cambuci – fruta cultivada na região rica em vitamina C.

Jundiaí

Há 60 km da capital, o roteiro de Jundiaí passa pela Linha 7-Rubi e também rememora a história da ferrovia paulista. Na cidade, que é conhecida pelas suas vinícolas, é possível perceber a influência italiana e também conhecer diversos pontos turísticos, como o Museu Ferroviário da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, que recebeu o nome de “Barão de Mauá”, e a Serra do Japi, que integra as belezas naturais de Jundiaí.

Imagem: Divulgação