Fundação Amazônia Sustentável e Sabesp se unem para conservar a Amazônia

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS), que atua no Amazonas em apoio às populações ribeirinhas e indígenas, e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) firmaram parceria para mobilizar e engajar a sociedade na conservação e no desenvolvimento sustentável da Amazônia. As duas instituições querem criar um movimento de valorização da Amazônia para manter da floresta em pé e atuar com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das populações ribeirinhas e povos indígenas. O lançamento da campanha de apresentação da parceria acontecerá no dia 8 de junho, em um evento virtual.

O que se espera do acordo é que as ações planejadas contribuam com a preservação da floresta, evitando o aumento do desmatamento.

Para concretizar a parceria, a Sabesp vai incentivar doações voluntárias de seus clientes por meio da conta de água e esgoto. Todos os clientes dos 375 municípios atendidos pela Companhia em São Paulo poderão colaborar. Além da sensibilização da população, a parceria visa a contribuir para o alcance da agenda 2030, especificamente os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS 6 (água potável e saneamento), 13 (combate às mudanças do clima) e 15 (vida na terra).

“Esta parceria representa um marco histórico e importante no que diz respeito à valorização dos serviços ambientais providos pela floresta amazônica para o restante do Brasil. A Sabesp reconhece a importância da Amazônia no sistema de circulação de água da América do Sul”, afirma Virgílio Viana, superintendente geral da Fundação Amazônia Sustentável (FAS).

O diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, lembra que a importância da Amazônia vai além de sua região geográfica. “Ela tem relevância para o Brasil e para todo o planeta. O que estamos fazendo com esse acordo histórico é criar a possibilidade para que a Sabesp e a população paulista contribuam para sua preservação e para melhorar a qualidade de vida das pessoas que cuidam da floresta”, diz.

Virgílio Viana destaca que o acordo com uma das maiores concessionárias de água e esgoto do Brasil “é uma oportunidade de fazer com que esses serviços ambientais se transformem em financiamento para as atividades de melhoria da qualidade de vida das populações, os guardiões da floresta. Dessa forma, ao cuidar das pessoas também aplicamos uma estratégia de redução do desmatamento e degradação florestal.

A partir da assinatura do memorando de intenções entre Sabesp e FAS, começam a ser definidos os mecanismos que permitirão as doações, as transferências dos recursos arrecadados e o sistema de prestação de contas das instituições envolvidas. As doações poderão ser feitas de forma totalmente voluntária a partir desta quarta-feira (9/6). A base da Sabesp tem aproximadamente 9 milhões de contas de consumidores, que serão potenciais doadores.

Como será a doação

Para participar, o cliente da Sabesp fará a adesão e a opção pelo valor que deseja doar no Sabesp Fácil, que pode ser acessado pelo Aplicativo Sabesp Mobile (Android e iOS) ou pela Agência Virtual (www.sabesp.com.br). Esse valor será inserido na próxima conta com a descrição “Doação”. A Companhia fará a arrecadação e, mensalmente, transferirá os valores para a Fundação para a execução dos projetos, visando à preservação da floresta e consequentemente dos recursos hídricos. Todos os meses, a Sabesp publicará em seu site relatórios de prestação de contas.

- PUBLICIDADE -