Funcionários do Stella Maris estão mais uma vez sem pagamento

Mayara Nascimento

Mais uma vez os funcionários do Hospital Stella Maris (HSM) não receberam o pagamento mensal. Enfermeiros, médicos, funcionários administrativos e demais setores do hospital tiveram apenas 20% dos vencimentos de janeiro depositados em suas contas. Já os trabalhadores terceirizados ainda não receberam nada.

A situação já se arrasta desde o ano passado, já que desde fevereiro de 2018 constam atrasos mensais no pagamento de todos os funcionários. “O hospital nos disse que não tem previsão de quando será feito o pagamento restante. Algumas pessoas que reclamaram sobre a situação foram demitidas”, contou um colaborador do setor de manutenção, que prefere não se identificar.

Em julho do ano passado, a Folha Metropolitana já havia denunciado uma possível paralisação do corpo clínico devido à falta de pagamento. Os profissionais sofrem há muito tempo com atrasos de pagamentos e isso afeta diretamente no atendimento aos pacientes que, com a desmotivação por parte dos trabalhadores da saúde, enfrentam filas e longo tempo de atendimento na unidade.

O HSM recebe repasse de verba tanto da cidade quanto do Estado de São Paulo por atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A grave crise financeira que a instituição enfrente já se arrasta há anos, principalmente devido à má gestão do hospital. Em agosto de 2014 a ala de maternidade chegou a ser fechada tanto para os pacientes particulares quanto para o SUS, devido aos altos custos.

Até o fechamento desta edição não foi possível o contato com o Hospital Stella Maris.

Imagem: Pedro Lacerda