Fórum Nacional Inova Cidades promove reunião no Smart City Expo Curitiba

Da Redação

Começou ontem a segunda edição do Smart City Expo Curitiba. Neste evento, que é a edição brasileira ligada ao Smart City Expo World Congress, serão debatidas soluções e oportunidades para as cidades e os desafios para torná-las efetivamente inteligentes. Durante os dois dias de evento são esperadas cerca de seis mil pessoas, entre especialistas, empresas que oferecem soluções inovadoras, representantes da gestão pública de todo o país, além de visitantes de 25 cidades do exterior.

Na edição deste ano o Congresso tem como tema principal “Planejando as cidades que queremos”, englobando quatro eixos: Viabilizando tecnologias para cidades inteligentes; Cidades criativas, sustentáveis e humanas; Governança em sociedades digitais e Planejando cidades inovadoras e inclusivas.

Outro atrativo do Smart City Expo Curitiba é sua área de expositores, um espaço onde empresas, cidades e instituições inovadoras podem expor seus projetos, produtos e soluções. O espaço dá oportunidade para os visitantes explorem os estandes, descobrindo como as cidades estão implementando soluções inteligentes em cada contexto específico.

Aproveitando o ambiente favorável que o Smart City Expo Curitiba oferece para reunir e promover a interação entre as cidades e os principais atores do tema, foi realizada a segunda agenda de trabalho do Fórum InovaCidades, organização que surgiu da parceria entre a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e o Instituto Arapyaú. O Fórum tem o papel de debater e fortalecer a política de ciência, tecnologia e inovação no país, discutindo os principais desafios dos municípios, além da interlocução efetiva com os prefeitos no sentido de reforçar a importância da pasta de Inovação no desenvolvimento das cidades.

A agenda foi conduzida pelo Presidente do Fórum, Rodrigo Barros – Guarulhos, tratando da pauta de trabalho do InovaCidades para 2019, que foi dividida em três eixos estratégicos: Ambientes de Inovação, que abordará políticas e regulamentações estruturantes da inovação nas cidades; Soluções Inovadoras, que tratará dos projetos inovadores voltados à soluções locais, implementados por cidades e parceiros; e Governança e Planejamento, que abordará a governança de políticas públicas e planejamento de longo prazo nas cidades, tendo a inovação como principal condutor da agenda.

Além disso, foi definida a estrutura de governança do Fórum, que será constituída, além do Presidente, por cinco vice-presidências temáticas, muitas delas já com seus representantes definidos: VP de Relações Institucionais (a confirmar), VP de Soluções Inovadoras (Cris Alessi – Curitiba), VP de Ambientes de Inovação (Guilherme Calheiros – Recife), VP de Governança e Planejamento (a confirmar) e VP de Desenvolvimento Regional (José Lages – Maceió). Esta Vice-Presidência de Desenvolvimento Regional terá sob sua governança um Diretoria Regional para cada uma das regiões nacionais, sendo o Diretor Regional Norte (Eduardo Mantoan – Palmas), Sul (a confirmar), Sudeste (a confirmar), Centro Oeste (a confirmar) e Nordeste (Michel Araújo – Juazeiro do Norte).

Na segunda, 25 de março, o Fórum fará a apresentação dessa pauta e governança aos Prefeitos de todo Brasil por meio de sua VP de Soluções Inovadoras, Cris Alessi, durante a 75ª Reunião Geral da FNP, em Brasília.

“A atuação do Fórum InovaCidades será muito importante para colocar a inovação nas cidades em evidência junto aos Prefeitos da FNP e de todo o Brasil, como já foi possível fazer em Guarulhos em conjunto e com a confiança do Prefeito Guti. Essa atuação também vai permitir a promoção da pauta de inovação dos Municípios nas principais instâncias regionais, nacionais e internacionais de tomada de decisão. Já nascemos com uma força muito grande para nos tornar a principal plataforma de advocacy sobre o tema no Brasil graças à força da FNP e dos seus Prefeitos e ao apoio do Instituto Arapyaú”, Rodrigo Barros, presidente do Fórum InovaCidades e secretário da SDCETI – Guarulhos.

Imagem: Divulgação/PMG