Fábrica de Startups do Eniac disponibiliza oficinas em inglês para alunos estrangeiros

Businessman pointing his finger to a growth graph

A Fábrica de Startups do ENIAC, programa de incubação e aceleração de startups da instituição, terá suas primeiras oficinas ministradas em inglês para atender alunos estrangeiros que desejam validar seus modelos de negócios.

A ideia de promover oficinas na língua inglesa surgiu com o sucesso dos alunos do ENIAC no Amazon Experience CESUPA Challenge, desafio internacional e virtual que reuniu projetos sustentáveis relacionados ao desenvolvimento social e econômico da Região Amazônica. Ao todo, alunos de 57 instituições, das mais variadas nacionalidades, participaram do evento.

Dois estudantes do ENIAC se destacaram nos times que ficaram em 1º e 2º lugares no Amazon Experience: Isaque Nagy, estudante de Arquitetura e Urbanismo, integrante da equipe campeã, e Isabela Pereira, aluna de Fisioterapia, que fez parte do grupo vice-campeão.

Junto com Fernanda Tocantins, Rafaella Cancio, Tina Yang e Yuxiang Jiang, Isaque criou a startup Ekofurt. Eles conquistaram o desafio com o desenvolvimento de móveis feitos a partir do aproveitamento de sementes de açaí, que geralmente são descartadas, sem a utilização de pregos e nem cola. Já Isabela participou de uma equipe, que também possuía alunos estrangeiros, responsável pelo desenvolvimento do Xerimbabo, produto orgânico direcionado ao tratamento de pets.

Após serem premiados no Amazon Experience, ambos os projetos foram inscritos na Fábrica de Startups do ENIAC. Além das equipes de Isaque e Isabela, outro time, que contava com um aluno da instituição durante o desafio, também inscreveu sua startup na fábrica.

Responsável pela Fábrica de Startups do ENIAC, a professora Ingrid Klein afirmou que o programa tem rendido bons frutos. “Há vários projetos de alunos da nossa instituição sendo desenvolvidos, além de termos recebido uma alta demanda de estudantes de outras instituições, inclusive, internacionais”, disse.

Mantenedor do ENIAC, o professor Ruy Guérios destacou que, ao fornecer todas as ferramentas para a validação de startups, a instituição cumpre um papel fundamental para o país. “Segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), o número de empresas que se encaixam neste modelo cresceu 20 vezes em apenas oito anos no Brasil. Isso mostra a relevância das startups para a nossa economia”, pontuou.

“Além disso, muitas startups, em pouquíssimo tempo, valorizam-se absurdamente no mercado. Por isso e também por respeito ao nosso DNA, o ENIAC apoia projetos inovadores que respondam a demandas presentes na sociedade, fazendo com que eles saiam do papel”, finalizou o professor.

Lives

Desde janeiro, o ENIAC faz lives, sempre na última 6ª feira de cada mês, com especialistas, empresários, professores, mentores, alunos e demais interessados, a fim de oferecer uma orientação prática e teórica a possíveis novos empreendedores e proprietários de startups.

A próxima edição, que acontece neste dia 30/04, às 19h, será novamente comandada pelo vice-reitor do ENIAC, Pedro Guérios, e terá a participação de Daniel Pereira, ex-aluno do ENIAC que começou a empreender aos 16 anos, hoje tem vários negócios e que atua como mentor para quem está começando dar seus passos no mundo do empreendedorismo. Para se inscrever, basta acessar ESTE LINK.