Estação Brás da CPTM recebe mostra fotográfica sobre mulheres vítimas de violência sexual

Da Redação

A Estação Brás da CPTM, que atende as linhas 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira, recebe até o dia 12 de junho a exposição que relata a vida da mulher após uma violência sexual. O projeto Sobre(viver) – O que acontece depois do estupro, visa discutir como viver depois do trauma. A ação é promovida pelo coletivo feminista Capitus com apoio da CPTM.

Montada no Espaço Cultural da estação, a mostra fotográfica reúne 16 painéis. Ao expor as emoções das mulheres vítimas de tal violência, as imagens artísticas despertam a pluralidade de sentimentos e pensamentos após a agressão, revelando o quão solitário são os dias pós estupro.

O coletivo feminista se intitula Capitus. A inspiração vem da protagonista do livro Dom Casmurro, de Machado de Assis. A personagem Capitu foi julgada como adúltera, porém nunca teve voz para contar o seu lado da história. O objetivo do coletivo é dar voz as mulheres, que como a Capitu, anseiam por contar seu lado da história, ao invés da versão narrada pelos homens, o que é resultado de uma sociedade machista e patriarcal, na qual as mulheres não têm voz.

Foto: Divulgação