Especialistas apontam 4 bons motivos para falar sobre saúde e prevenção nas empresas

O câncer é uma doença silenciosa e perigosa. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), mais de 230 mil brasileiros morreram em decorrência da doença em 2019, sendo que mais de 600 mil novos casos foram registrados no ano passado. Apesar disso, muitas pessoas não dão tanta importância para ações preventivas, apostando no tratamento, que, costuma ser caro e exige demais do paciente.

Especialistas mostram, porém, que algumas medidas, a exemplo de palestras de conscientização sobre a prevenção em empresas, para um número considerável de pessoas, podem surtir vários efeitos positivos – não apenas aos espectadores como também às pessoas que convivem com eles.

“Nós realizamos campanhas estratégicas e contínuas durante todo o ano em nossas empresas parceiras. É um trabalho estruturado, que exige planejamento. Nosso objetivo é levar informação ao maior número possível de pessoas. De posse desse conhecimento é que eles poderão se prevenir mais e melhor”, explica a head de Saúde da Corporate Health, empresa do Grupo Ritacco, Rafaella Ritacco.

Se você é gestor ou trabalha no setor de RH de alguma organização, confira 4 bons motivos para realizar ações que ajudam seus colaboradores – além de amigos e familiares – a estarem mais preparados para o caso de um diagnóstico positivo para a doença:

Conscientização em massa

Rafaella lembrou de recente palestra com o tema “Prevenção ao Câncer” feita na metalúrgica Lepe, localizada em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo. Segundo ela, um dos funcionários da Lepe afirmou que a palestra mudou a sua visão referente à doença.

“Este colaborador disse que nunca havia se preocupado com a prevenção em relação aos diversos tipos de câncer. Porém, após a atividade e a morte de um parente próximo, destacou que ficará mais atento, inclusive repassando informações sobre autoexames a pessoas ligadas a ele”, afirmou.

Reflexão

O médico Marcelo Cassettari ressaltou que campanhas preventivas, como essa realizada pela Corporate Health, provocam reflexões no público-alvo. “Os veículos de comunicação possuem uma grande importância na disseminação rápida de informações, porém, uma ação feita diretamente nas empresas leva ainda mais conhecimento aos seus colaboradores”, argumentou. 

“Ou seja, a pessoa sai da palestra refletindo e pensando que poderia ter agido de maneira diferente ou que mudará o seu comportamento dali em diante, levando tal reflexão para outros grupos fora da organização”, completou. 

Engajamento

Gerente de RH da Lepe, Juliana Koch destacou que, muitas vezes, um funcionário não possui condições de ter acesso a informações primordiais à sua saúde, seja por falta de tempo ou quaisquer outros motivos.

“Quando uma campanha de prevenção ao câncer é realizada no local de trabalho, o colaborador recebe o apoio de maneira simples, direta e ágil. Ele, de fato, percebe que a empresa, no caso a Lepe, realmente se preocupa com o seu bem-estar e o da sua família. Sente-se acolhido e satisfeito. Isso, com certeza, faz com este trabalhador se identifique e tenha um engajamento maior com a corporação. É uma motivação”, explicou. 

Aumento na produtividade

Ainda de acordo com Juliana, o maior cuidado com a saúde, potencializado por ações preventivas, reflete na qualidade de vida do colaborador e, consequentemente, na produção da empresa. “A prevenção diminui o absenteísmo, além de reduzir a sinistralidade do plano de saúde”, finalizou a gerente.