Espalha Fatos com Sergio Lessa

Cada um por si?

A “Marcha pela Saúde” que está sendo organizada pelos opositores do atual governo municipal, mais precisamente pelos pré-candidatos a prefeito de Guarulhos em 2020, deverá ser realizada no próximo domingo, dia 8 de dezembro, data de aniversário da cidade. Apesar das aparências, já existem grupos políticos integrantes entrando em discórdia. Por mais que digam que se trata de uma “manifestação popular”, alguns prefeituráveis começaram a refletir e não conseguem mais responder se estão sendo usados pelos candidatos mais “espertos”, ou estão usando aqueles mais “bobinhos”. Dentre os que já confirmaram presença, uma coisa é certa: tem muita cobra comendo cobra para dar a impressão aos eleitores que eles são a solução de todos os problemas. Na Saúde dos guarulhenses mesmo, é certo que não estão pensando nem um pouquinho!

Nova realidade

Depois dos ônibus convencionais, micro-ônibus, táxis, automóveis de entregas rápidas, moto boys, veículos e até moto-táxis por aplicativos, o governo municipal tem agora que se preocupar em dar um jeito de encaixar mais uma categoria no trânsito de Guarulhos. São as vans da Urbvan, que trabalham no transporte privado urbano de maneira similar ao Uber. Sete carros estão atuando no município, ainda em fase de testes, mas os moradores das regiões do Cabuçu, Vila União, Vila Any e Shopping Internacional já estão experimentando a novidade. Somados às carangas particulares, como vão caber tantos motoristas assim nas ruas? Tem passageiros para todos também? Daqui a pouco só voando para podermos nos locomover por aí.

Pedra no sapato?

Apesar da pré-candidata a prefeita Adriana Rifai (PSL) continuar publicando em suas redes sociais fotos ao lado do irmão do presidente Bolsonaro, Renato, dando a entender que sua legenda estaria também garantida no novo partido “Aliança pelo Brasil”, já tem gente ligada ao mundo político acreditando que a esposa do ex-superintendente do SAAE no governo Néfi Tales, Mário Rifai, corre perigo e se vacilar pode ficar fora da disputa majoritária municipal em 2020. Tudo porque o ex-chanceler da antiga Universidade Guarulhos, professor Antonio Veronezi, tem sido visto frequentemente em Brasília ao lado de seu grande amigo, Onyx Lorenzoni, atual Ministro Chefe da Casa Civil. Oficialmente Veronezi transita no Palácio do Planalto para resolver assuntos empresariais ligados à Educação, mas amigos próximos já revelaram que ele teria recebido o convite do braço direito de Bolsonaro para comandar uma sigla em Guarulhos. Será que se confirmados esses rumores, as consequências podem prejudicar Adriana? Muito cedo ainda para afirmar, mas no mínimo servem para deixar uma pulga atrás da orelha da prefeiturável. Vai que…