Espalha Fatos com Sergio Lessa

Banho-maria

A disputa para a sucessão de 2020 passa por uma enorme calmaria ultimamente aqui em Guarulhos. Para surpresa geral, quem esperava uma oposição sanguinolenta, intransigente e até irracional contra o atual governo municipal, está boquiaberto tamanho marasmo. Na Câmara, as sessões chegam a dar tédio nas poucas pessoas que conseguem acompanhá-las. Até os vereadores ditos “independentes” estão defendendo de modo pouco incisivo e velado seus prefeituráveis favoritos. Enquanto isso o prefeito Guti nada de braçada rumo a sua reeleição.

Gastando a sola

Atendendo ao anseio da população e de sua equipe de trabalho, neste ano Guti mudou a maneira de agir e agora está dedicando mais o seu tempo para percorrer todos os cantos da cidade, conversando diretamente com os moradores, olho no olho, inaugurando e fiscalizando serviços e obras públicas. Passados dois anos e meio de seu mandato, já dá pra perceber que o atual prefeito se planejou direitinho para nos seus dois primeiros anos colocar a casa em ordem e no terceiro e quarto ir para a rua, principalmente buscar e mostrar os resultados positivos.

Só o necessário

Pessoas próximas ao prefeito Guti já repararam que ele está se comunicando bem menos com seus aliados e assessores via WhatsApp. É perceptível que o chefe do Executivo continua visualizando e dando encaminhamentos as demandas a ele enviadas, mas as respostas só vêm para os casos e assuntos extremos. O uso dessa ferramenta continua bem intenso, mas com o tempo escasso, Guti parou de gastá-lo com respostas simples e óbvias. Seu foco agora é a cobrança de ações e resultados do seu pessoal, principalmente o de primeiro escalão.

Foto do momento

Olhando o atual cenário, tudo indica que nada de novo deverá acontecer neste final de primeiro semestre, já que na próxima quinta-feira, 27, acontecem as últimas sessões ordinária e extraordinária do Legislativo, colocando os vereadores a partir desta data no período de recesso parlamentar. Em julho, tradicionalmente, os bastidores costumam ser bem calmos. Portanto, só em agosto voltaremos a ter discussões de projetos e temas de interesse da cidade na Câmara. Porém, salvo engano, a tendência é de que nada mude até o final do ano e a paz reine em Sucupira. Isso significa que o prefeito Guti está demonstrando todo seu poder de articulação no mundo político e conduzindo a cidade do jeito que imaginou. A guerra pela cadeira do Bom Clima só deverá ocorrer pra valer no ano da eleição.