EDP investiu R$ 32 milhões em Guarulhos, no período de janeiro a agosto de 2018

Da Redação

A EDP, distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, investiu R$ 32 milhões na região entre os meses de janeiro e agosto de 2018. Com foco na expansão e modernização da rede elétrica, infraestrutura, atendimento e projetos com a comunidade, o valor investido é 29% maior do que no mesmo período de 2017.

Deste total, destacam-se os R$ 8 milhões direcionados à construção da subestação Bela Vista, em Guarulhos. A obra está 78% concluída e será entregue em dezembro. Mais de 300 mil habitantes da cidade serão beneficiados.

Os recursos também foram usados para a implantação de 31 quilômetros de cabos de média e baixa tensão com tecnologia que permite maior proteção contra agentes externos, como vegetação, pipas e objetos lançados, principalmente em dias de temporais. Ao todo, entre janeiro e agosto, mais de 483 mil pessoas passaram a ser beneficiadas com as melhorias.

Na cidade, também foram inauguradas duas bases operacionais de atendimento, nos bairros Dutra e Pimentas, trazendo mais agilidade às equipes de atendimento em campo. Desde o início da operação das bases, já foram realizados mais de 14 mil atendimentos.

“Seguimos com a força constante do nosso trabalho para entregar um serviço cada vez mais seguro e confiável nas regiões onde atuamos. Nestes primeiros oito meses do ano, ficamos mais próximos dos nossos clientes, ouvindo as suas necessidades e agindo de acordo com a Cultura EDP, usando Nossa Energia para Cuidar Sempre Melhor”, destaca Marney Antunes, diretor geral da Companhia.

Combate às fraudes de energia

A Companhia atua fortemente no combate às fraudes. A Distribuidora dedicou R$ 3 milhões ao tema no período, com inspeções das equipes especializadas em campo e projetos de blindagem de medição e de telemedição, que permitem fazer a leitura à distância e disparam alarmes em casos de fraude e defeitos. Foram realizadas 27 mil inspeções em Guarulhos, o que resultou na recuperação de mais de 25 mil megawatts-hora (MWh) irregulares, volume suficiente para abastecer um município com 192 mil habitantes por um mês.

O objetivo dessas ações é prevenir acidentes com as ligações que não atendem aos padrões e normas técnicas, garantindo assim a segurança da população e continuidade do serviço. É importante ressaltar que a fraude de energia é uma prática perigosa, que causa interrupções e instabilidades no fornecimento de todos os clientes e aumenta o valor da fatura de energia para os consumidores regulares.

Imagem: Divulgação EDP