EDP e Instituto Tomie Ohtake anunciam os selecionados do 6º Prêmio EDP nas Artes

Da Redação

Com quase o dobro de inscrições em relação à edição anterior, o 6º Prêmio EDP nas Artes registrou 464 concorrentes, provenientes de 23 Estados do País, além do Distrito Federal. Os 10 artistas finalistas de 2018 são: Ana Cláudia De Almeida Santos (Rio De Janeiro – RJ, 1993); Elilson Gomes Do Nascimento (Recife – PE, 1991); Iagor João Barbosa Peres (Rio De Janeiro – RJ, 1995); Jéssica De Souza Luz (Araranguá – SC, 1992); Lucas Emanuel Furtado Soares (Belo Horizonte – MG, 1994); Ludmila Porto Cioffi De Lima (São Paulo – SP, 1989); Lyz Parayzo (Rio De Janeiro – RJ, 1994); Mariana Rosado Ferreira (Recife – PE, 1989); Matheus De Simone Maciel (Rio De Janeiro – RJ,1994) e Rafael José Bandeira Da Penha (Belém -PA, 1992).

Do total de inscrições, foram pré-selecionados 20 nomes, mediante análise de portfólio, desempenhada por um júri formado pelos artistas Artur Lescher, Fabio Morais, Jonas Van Holanda, Virgínia de Medeiros e as curadoras Diane Lima e Luise Malmaceda. Após entrevistas individuais via Skype, definiu-se a lista dos 10 selecionados. O grupo agora receberá acompanhamento personalizado da equipe de jurados para o processo de realização de suas respectivas obras. Este acompanhamento, oportunidade rara para jovens artistas, implementa os critérios para a escolha dos três vencedores

A premiação se completa com a exposição dos trabalhos dos 10 finalistas no Instituto Tomie Ohtake, em cartaz de 29 de novembro a 13 de janeiro. Na inauguração, dia 29/11, serão anunciados os três premiados que, nesta edição, são contemplados com bolsas de residência artística.

Voltado para estimular a produção artística contemporânea, o Prêmio EDP nas Artes, iniciativa do Instituto Tomie Ohtake e da EDP, é voltado para jovens artistas de todo o Brasil, nascidos ou residentes no país há pelo menos dois anos, com idade entre 18 e 29 anos. A iniciativa, além da premiação, contempla uma série de atividades ao longo do ano, como cursos, palestras e workshops em regiões brasileiras onde o acesso à arte contemporânea é mais restrito. Nesta edição, São José dos Campos, Vitória e Palmas receberam a programação.

“O Instituto EDP, desde sua criação há dez anos, tem como um de seus principais objetivos promover a arte e a cultura em todo o Brasil. O prêmio EDP nas Artes é uma das principais ações da Companhia nessa frente, estimulando o desenvolvimento da arte contemporânea e ajudando a educar as novas gerações de grandes artistas”, reforça Luis Carlos Gouveia Pereira, diretor-executivo do IEDP.

Na edição anterior, em 2016, os três premiados foram António Tarsis de Jesus (Salvador, BA); Luisa Puterman (São Paulo, SP); e JonasVan Holanda (Fortaleza, CE). Eles tiveram a oportunidade de ir à Colômbia, Canadá e Portugal para expandirem suas formações.

Exposição: 6º Prêmio EDP nas Artes

Abertura: 29 de novembro, às 20h
Até 13 de janeiro de 2019, de terça a domingo, das 11h às 20h
Entrada franca.

Instituto Tomie Ohtake

Av. Faria Lima 201 (Entrada pela Rua Coropés 88) – Pinheiros/SP
Metrô mais próximo – Estação Faria Lima/Linha 4 – amarela
Fone: 11 2245-1900
http://premioedpnasartes.institutotomieohtake.org.br

Imagem: Divulgação