EDP destina mais R$ 4 milhões ao combate da segunda onda da pandemia

A pandemia da covid-19 está em seu momento mais crítico no País. Em meio ao aumento diário no número de casos, a EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, está destinando mais R$ 4 milhões a iniciativas nos campos da saúde e do combate à fome, nos estados de São Paulo e Espírito Santo.

A primeira delas é o apoio ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP) na contratação de profissionais de saúde que vão reforçar o atendimento aos pacientes com covid-19. Para isso, a EDP uniu forças com o banco BTG Pactual, a Cosan e a Eurofarma para viabilizar a contratação de 386 profissionais, entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e auxiliares de enfermagem. Esta doação possibilitará a abertura de 56 novos leitos de UTIs e 75 de enfermaria. A expectativa é que os novos profissionais, que terão a folha de pagamento custeada pelas quatro empresas, comecem a trabalhar no Hospital das Clínicas já nas próximas semanas. 

Em outra frente, ainda no Estado De São Paulo, a EDP está apoiando o Programa Alimento Solidário com a doação de 3400 cestas básicas. A entrega às famílias acontece no mês de abril. O programa é um benefício do Governo de São Paulo, que atende famílias em situação de extrema vulnerabilidade e inscritas no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais), com renda per capita de até R$ 89.

A EDP também vai ser responsável, em conjunto com as empresas Suzano e Águia Branca, pela aquisição de 60 leitos para tratamento semi-intensivo em hospitais públicos do Espírito Santo. Além dos custos com a instalação, a Companhia fará a compra de todos os equipamentos, que ficarão sob propriedade do Governo. A iniciativa, coordenada pelo movimento empresarial Espírito Santo em Ação, destinará os leitos à Grande Vitória e à cidade de São Mateus. 

“Estamos passando pelo momento mais desafiador da pandemia no Brasil. Em consonância com seu propósito de ‘Usar nossa energia para cuidar sempre melhor’, a EDP fará tudo o que estiver ao seu alcance para que o País supere este período da melhor forma possível”, destaca João Marques da Cruz, presidente da EDP no Brasil.

Eficiência energética

Por meio do seu programa de Eficiência Energética, a EDP vai proporcionar economia no consumo de energia a hospitais da rede pública situado em sua área de concessão no estado de São Paulo. Serão oito unidades contempladas nas cidades de São José dos Campos, Jacareí, Lorena, Caraguatatuba, Suzano e Guarulhos, no Estado de São Paulo. O recurso investido pela EDP nesses oito hospitais soma mais de R$ 1,7 milhão.

A ação irá modernizar o sistema de iluminação das instituições por meio da substituição de 4.295 lâmpadas de maior consumo por LED, nos ambientes internos e externos, além da instalação de placas fotovoltaicas para a geração solar de energia, contribuindo para transformar os hospitais em espaços mais sustentáveis, com a redução do consumo energético por meio de fonte renovável. Após a implantação do projeto, a economia total de energia será de aproximadamente 850 megawatts-hora (MWh/ano), o equivalente ao consumo médio anual de 360 famílias.

Em 2020, a EDP finalizou projetos de Eficiência Energética em três grandes hospitais do Espírito Santo, proporcionando economia significativa no consumo de energia. O investimento de cerca de R$ 1,2 milhão foi destinado à substituição de 11.331 pontos de iluminação por tecnologia LED, e à modernização do sistema de refrigeração das instituições com a instalação de cinco novos aparelhos de condicionamento ambiental nos hospitais Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, Evangélico, em Vila Velha, e no Madre Regina Protmann, em Santa Teresa.

Doações em 2020

Em 2020, a EDP destinou mais de R$ 10 milhões à compra de respiradores e EPIs para a rede pública de saúde, à realização de obras elétricas de hospitais de campanha e à doação de 350 toneladas de alimentos e kits de higiene pessoal a comunidades vulneráveis e povos indígenas. Ao todo, essas iniciativas beneficiaram mais de 400 mil pessoas em todo o país.