Dutra e Ayrton Senna registraram 40% de todas as mortes no trânsito este ano

Lucy Tamborino

As rodovias Presidente Dutra e a Ayrton Senna registraram sozinhas 40% das mortes após acidentes de trânsito em toda a cidade de Guarulhos. A primeira registrou 20 vítimas fatais, já a segunda 11. Os dados foram contabilizados até setembro e são do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga-SP).

A via Dutra ainda acumula o título de local com maior número de óbitos em todo o estado, registrando 141 deles. Já a Ayrton Senna é 11ª do estado, com 37 vítimas fatais.

Ao todo o trânsito e imprudências dos motoristas foram responsáveis por 77 mortes em Guarulhos até setembro. Outras seis vias registraram duas mortes cada em sua extensão: as avenidas Doutor Timóteo Penteado e Natália Zarif, estradas do Sacramento e Guarulhos-Nazaré, rua Seridó Júnior e rodovia Hélio Smidt. Já o restante das mortes acontecerem espalhadas por toda a cidade, com cada via registrando apenas um óbito. Há ainda sete mortes com o local não disponível no levantamento.

O número de vítimas no trânsito em Guarulhos, de janeiro até setembro, é o menor registrado desde 2015 para o período.  Já quem em 2017 ocorreu 86 mortes por acidente de trânsito, o segundo ano com menor número de óbitos desde o início da série histórica (2015). Já nos anos de 2018 e 2015 o trânsito de Guarulhos se mostrou mais fatal, com a morte de 121 pessoas em cada ano.  Ainda em 2016 ocorreram 110 vítimas fatais de janeiro a setembro.

Neste ano, 38% de todas as vítimas eram jovens de 18 a 29 anos. De todas as 77 vítimas, os motociclistas foram os que mais morreram (27 óbitos), seguido dos pedestres (26) e pessoas em automóveis (19). As outras mortes foram de ciclistas ou não há informações.

Imagem: Mayara Nascimento