Dia do Eletricista: 5 coisas que provavelmente você não sabia sobre eletricistas

No próximo sábado (17), data em que se comemora o Dia Nacional do Eletricista, a EDP, distribuidora de energia elétrica de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, reforça o orgulho por seus colaboradores, pela excelência de sua atuação para garantir o abastecimento do 1,9 milhão de clientes da área de atuação.

No atual cenário de pandemia, a energia elétrica tornou-se ainda mais essencial na vida das pessoas, seja para o abastecimento de hospitais, unidades de saúde e instalações de serviços básicos ou para as residências, com o trabalho remoto e aulas online. E o profissional do setor elétrico é parte fundamental deste processo de levar energia com segurança e qualidade a todos.

Seria possível imaginar como seria a vida em pleno 2020 sem energia elétrica? Confira, abaixo, cinco curiosidades sobre essa área fundamental:

  1. Cada equipe de eletricistas da EDP chega a percorrer 50 mil quilômetros por ano, para o trabalho de restabelecimento e melhorias do sistema elétrico nos 28 municípios da área de concessão;
  1. A segurança é o princípio número 1 desta profissão. Na EDP, os eletricistas atuam com roupas que possuem tecnologia antichamas, assim como o Corpo de Bombeiros;
  1. Alguns eletricistas atuam em “linha viva”. Isso significa que o serviço de obras ou melhorias é realizado com a rede energizada em 13,8kV, evitando assim a interrupção do fornecimento de energia aos clientes. Para isso, toda segurança é essencial! São necessários equipamentos de proteção especiais e treinamentos e técnicas de segurança criteriosos;
  1. A EDP, em parceria com o SENAI, tem um curso gratuito de formação para capacitar pessoas na função de eletricista de rede. E, buscando incluir mais mulheres nesta profissão, a Companhia foi a primeira empresa a criar uma Escola de Eletricistas exclusiva para mulheres;
  1. As equipes da EDP trabalham sempre em dupla. Quem fica no solo é intitulado “Anjo da guarda”. Este eletricista tem a responsabilidade de alertar seu parceiro e direcionar sobre algum risco externo ou anormalidade durante a atuação em campo.