‘De Pernas Pro Ar 3’ trará novos dilemas femininos

Da Redação

Repleta de cenas cômicas, a franquia de filmes “De Pernas Pro Ar” – que conta trajetória de uma executiva que virou empresária de sucesso no mercado de produtos eróticos após um orgasmo intenso – também aborda assuntos sérios. Atualmente em produção, com sequências no Rio e em Paris, o terceiro longa traz uma discussão sobre o papel da mulher no mundo do trabalho e na família.

Na continuação, Alice Segretto (Ingrid Guimarães) tem filiais do sex shop Sexy Delícia por todo o mundo, porém, ao perceber que se distanciou da família, entra em crise. A protagonista decide, então, deixar os negócios nas mãos da mãe, Marion (Denise Weinberg), para dedicar mais tempo ao marido, João (Bruno Garcia), ao filho, Paulinho (Eduardo Melo) e à nova herdeira, Clarinha (Duda Batista). Entretanto, a workaholic não consegue desapegar totalmente da função.

“A mulher está sempre se sentindo dividida entre a família e o trabalho. Se ela é bem-sucedida, então, é muito julgada por todos. A sociedade julga e ela se culpa”, analisa a diretora Julia Rezende. “O preço da mulher independente é alto. Aqui no set, todo mundo corre para ir para casa ver os filhos ou os traz para cá”, revela Ingrid, que recebeu o Estado num intervalo das filmagens e confessa já ter pensado em dar um tempo da profissão “Não é exatamente parar, mas sempre quis fazer um curso de culinária, ficar dois meses viajando, morar em outro país”, conta.

Depois de dois longas que acumularam mais de 8 milhões de espectadores, a continuação tem, pela primeira vez, uma diretora Assistente do cineasta Roberto Santucci nos filmes anteriores, Julia comanda uma equipe com mulheres em funções estratégicas da equipe.

Foto: Divulgação