Coworkings buscam inovação e se mantêm como opção econômica para profissionais

As relações de trabalho mudaram, e com elas, mudou também o perfil dos negócios. Pessoas que antes ocupavam posições em empresas privadas, hoje são donas do próprio negócio e saíram da informalidade e, nesse passo importante, contaram com os coworkings, espaços compartilhados para dar corpo ao seu empreendedorismo.

Dados do censo realizado pelo Coworking Brasil revelam que são cerca de 810 espaços compartilhados no país, com 56 mil estações de trabalho. Além de movimentar a economia, esses espaços promovem a empregabilidade. São cerca de 2.326 funcionários contratados pelos espaços.

Um dos motivos que levam as pessoas a buscarem coworkings é a redução de custos. Ao invés de se comprometerem com um longo contrato de locação de uma sala comercial, gerando custos com aluguel e condomínio, os empreendedores vêm no coworking a possibilidade de formalizar o seu negócio pagando uma mensalidade que não chega nem perto dos custos fixos de um espaço comercial, com uma estrutura muitas vezes superior à dos espaços comercializados pelas imobiliárias.

De acordo com o diretor do Empresômetro, Otávio Amaral, os coworkings seguiram uma tendência iniciada nos Estados Unidos em 2005 e que chegou ao Brasil no ano de 2008, quando a ideia de espaços colaborativos era pouco difundida, mas ele alerta, quem não se atualizar, vai ficar para trás. “Com a abertura de vários espaços colaborativos, o mercado de coworkings viveu uma ‘febre’ e inflou, mas só seguiu adiante quem conseguiu antever esse momento e foi mais ousado. Para se manter no mercado, sendo proprietário desse tipo de negócio, o empreendedor precisa ousar, ser diferente, se destacar, senão, poderá ter que fechar as portas”, revela Amaral.

Dicas para escolher o melhor coworking
– Antes de procurar o local de trabalho se deve definir o que realmente quer do negócio, quais as projeções e qual o público alvo. Isso é importante para melhor definir o espaço;

– Defina a estrutura que necessita com quanto de espaço realmente será preciso. Se a expectativa for de crescimento, deve-se analisar se o local possibilita;

– Quais os diferenciais existentes no local. Hoje existem diversas opções de coworking, nas quais existem os que oferecem atendimento telefônico e presencial personalizado, salas de reuniões gratuitas, suporte técnico e até cafezinho;

– Como existem estruturas distintas, os valores também são. Vale pesquisar valores e ver o que cada um oferece dentro dos pacotes.

Foto: Divulgação