Corpo de Bombeiros celebra 141 anos

Neste dia 10 de março, o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo celebra mais um ano de vida. Em 2021, completamos 141 anos de uma história que se iniciou no Brasil Império ainda.

Foi através do Decreto 1775 de 2 de julho de 1856 que se criou o Corpo de Bombeiros da Corte, na então capital federativa do Brasil, Rio de Janeiro. Mas somente em 15 de fevereiro de 1880 que a cidade de São Paulo vivenciou o fatídico incêndio na biblioteca da Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Incêndio este que deu origem a lei que propôs a criação de uma Seção de Bombeiros composta por 20 homens, vinculada a Companhia de Urbanos. A lei foi votada e aprovada no dia 10 de março de 1880, data que ficou conhecida como a criação do Corpo de Bombeiros no Estado de São Paulo.

Nestes 141 anos de existência, celebrados hoje, muitos foram os préstimos a sociedade paulista. Uma história que, com o passar do tempo, traz aperfeiçoamento e modernização. O principal recurso continua sendo os homens e mulheres que compõe a instituição Corpo de Bombeiros. Entretanto, contamos com equipamentos modernos, técnicas aperfeiçoadas e muitas vezes exportadas para países vizinhos e importadas de países referências no serviço de busca e salvamento.

Os números falam por si só. Em 2020, com toda sua atipicidade, foram 2 milhões e 300 mil ligações no telefone emergencial 193; 39 mil projetos de segurança contra incêndio analisados; 124 mil vistorias realizadas; 201 mil licenças emitidas; atendemos 480 mil ocorrências e 214 mil vítimas necessitaram do auxílio do Corpo de Bombeiros. Isso resulta em uma vítima socorrida a cada 2 minutos e 30 segundos e uma ocorrência atendida a cada 1 minuto e 06 segundos.

Contamos hoje com uma frota de duas mil e duzentas viaturas, mais de 8400 bombeiros e bombeiras distribuídos em 314 instalações físicas que garantem atendimento nos 645 municípios do Estado de São Paulo.

2020 foi desafiador. Infelizmente perdemos o Cabo PM Batalha e Cabo PM Moraes, guerreiros tombados nas tragédias na baixada santista em virtude dos deslizamentos de terras e das fortes chuvas. Perdemos também o Sargento Amâncio, Sargento Setti, Subtenente Jonas e mais recentemente o Cabo Márcio, estes que tombaram na luta contra a COVID-19, que assola o mundo ainda hoje.

Mas estamos certos de estar no caminho da evolução. No caminho que nos transformará no modelo de excelência em gestão da pronta resposta a emergências no Estado de São Paulo, e trabalhamos para que isso aconteça.

Feliz 141 anos, Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Que venham muitos mais!