Convívio: respeitar normas é essencial

Em meio ao distanciamento social e até antes disso, quando as pessoas estavam completamente isoladas em suas casas, a fim de evitar a contaminação pelo novo coronavírus, houve uma mudança drástica de hábitos.

Novas regras foram surgindo e diferentes formas de convivência tiveram de ser adotadas, especialmente em condomínios horizontais e verticais, onde o fluxo de pessoas é maior. Desta forma, foi imprescindível seguir as normas pela preservação da saúde de todos.

Neste meio tempo, algumas pessoas ficaram sem qualquer contato com o mundo externo, seguindo o dia a dia por meio virtual. Áreas de lazer ficaram fechadas nos prédios nas ruas e ambientes coletivos não abriram as portas, como parques públicos, ainda que temporariamente.

As redes sociais, neste aspecto, passaram a ganhar ainda mais força na troca de opiniões, contatos novos, mas também se tornaram plataformas para desabafos e discussões por discordância de opinião. Amizades chegaram a ser desfeitas remotamente.

Agora, no período em que as pessoas estão saindo mais, mesmo com as regras de distanciamento, é necessário reforçar o respeito às normas. Há alguns meses, foram registrados casos de desentendimento por parte de pessoas que se recusaram a usar máscaras de proteção contra a covid-19.

Em determinadas situações, por exemplo, as pessoas trocaram agressões físicas, como foi o caso de uma farmácia, onde o cliente se recusou a colocar o item de proteção e passou a brigar com outro cliente que estava incomodado com a cena.

Independentemente de lugar ou loja, as pessoas precisam ter preocupação com elas mas com quem está do lado. Não importa se estamos no mercado ou em loja, é inadmissível flagrar homens e mulheres sem máscara. Quando isso ocorrer, de imediato, é necessário alertar a direção do local para que a regra seja para todos. 

No transporte público, atitudes assim devem permanecer e ser intensificadas. O passageiro deve manter-se de máscara. Mesmo após a passagem pela catraca, os cuidados não podem ser deixados de lado. Tudo isso é fiscalizado pelo motorista e cobrador, mas a cooperação dos passageiros é extremamente importante.

Nos parques, que reabriram ao público, não formar aglomeração ajuda a evitar o contágio. Nesses e outros lugares, procure sempre levar o álcool gel caso não possa lavar as mãos com água e sabão.

Sou um defensor da coisa certa, da disciplina e ordem. Respeitar regras é saudável e melhora o convívio em geral. Estamos passando por um momento difícil, que já chegou a ser pior. Podemos melhorar e nos mantermos com saúde se seguirmos as orientações das autoridades de saúde. Neste momento, é hora de união, não desavenças. É momento de agir com cautela e de cuidar das nossas pessoas mais queridas: amigos e familiares. 

Coronel Alvaro B. Camilo