Contra aterro no Cabuçu, multidão protesta em frente à prefeitura

Por Pedro Lacerda

Com apitos, panelas e o grito de “Cabuçu é um pulmão, não queremos o lixão”, uma multidão de moradores do bairro, líderes ambientalistas, religiosos e parlamentares realizaram uma manifestação ontem. Eles caminharam até o Paço Municipal onde uma comissão foi recebida pelo secretário de Governo, Paulo Carvalho, com o objetivo de encontrarem soluções para o problema.

Segundo Rodrigo Baréa, presidente da ONG Ambiental Ecoficina, duas audiências públicas foram marcadas para a população que solicitou o cancelamento da primeira, tendo em vista que desejam que esta reunião ocorra na região do Cabuçu, que pode comportar este encontro em escolas estaduais. Também solicitaram a abertura de um canal de diálogo com a prefeitura. No dia 11, Carvalho dará o posicionamento oficial da administração municipal com relação à ampliação da área, que tem previsão de receber seis mil toneladas de lixos por dia.

Foto: Alexandre Zamora