Conheça o Carnaval da cidade de São Luiz do Paraitinga

Da Redação

A cidade de São Luiz do Paraitinga, situada a 175 km da capital paulista, é conhecida pelo tradicional Carnaval de rua e está localizada no Vale do Paraíba, próximo a Serra do Mar, entre as cidades de Taubaté e Ubatuba. 

O local atrai aproximadamente 150 mil foliões nos cinco dias de festa, com seus inúmeros blocos. Os mais famosos são do Juca Teles (que percorre as ruas da cidade no sábado de Carnaval), Barbosa, Casarão, Maria Gasolina e do Saci. Outra atração da festa são os bonecões que desfilam durante as passagens dos blocos. 

De acordo com a coordenadora do curso de Turismo da Universidade Univeritas/UNG, Claudia Parra, a cidade conta com diversas opções de hospedagem, que podem ser encontradas em sites específicos. “O mais indicado para quem vai passar o Carnaval em São Luiz, na companhia de amigos, são residências que comportam várias pessoas”, explica. 

A cidade passou quase todo século XX sem Carnaval. Logo que o Monsenhor Ignácio Gióia chegou a cidade, em 1916, ele proibiu todas as manifestações consideradas, por ele, profanas. A partir disso surgi um mito na cidade que o Carnaval causava “rabo e chifre”, e em meados do século XX cessam, inclusive, os bailes de salão.

Não foi por acaso então que o tema da retomada do Carnaval da cidade, que aconteceu no ano de 1981, logo após uma reportagem do tradicional “Jornal Nacional” da Rede Globo de Televisão, que tratava da cidade com ironia por não realizar a festa mais tradicional do país, por medo de “pragas religiosas”, chamou-se o Carnaval do “Rabo e Chifre”.

Logo que o carnaval ganhou as ruas surgiram os primeiros blocos, foram eles: Zona do Agrião, Ovelhas Negras, Petróleo, Rua Nova e Melindrosas.  Mas é a partir de 1982 com o Bloco Encuca a Cuca que o carnaval começa a criar a identidade que hoje conhecemos, quando o bloco propõe revelar as lendas que faziam parte do imaginário local, através de bonecos gigantes aliado a musicalidade da marchinha.

A partir desse contexto os blocos carnavalescos passam a não reverenciarem personagens tradicionais do Carnaval como o pierrô e a colombina e, sim, ícones da cultura local como o Juca Teles e personagens das lendas locais.  A partir disso, a cidade criou um carnaval extremamente diferenciado: o repertório musical é exclusivo de marchinhas carnavalescas, entretanto, a marcha é reinventada e fortemente influenciada por toda a musicalidade dos grupos folclóricos, das bandas musicais e da tradicional fanfarra local, criando uma identidade ímpar.  Além disso, o Carnaval de São Luiz do Paraitinga traz consigo uma vestimenta toda peculiar, onde as fantasias e alegorias dos foliões são muito coloridas e baseadas no tecido florido da “chita” ou na remenda de retalhos.