Com proposta pedagógica com enfoque humanista, Colégio Almeida Gasparin se destaca na cidade

Da Redação

O Colégio Almeida Gasparin, mantém a tradição de 32 anos de atividade pedagógica, com cursos de Educação Infantil, a partir dos 2 anos de idade, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

A proposta pedagógica tem o enfoque humanista voltado a aprendizagem completa do afetivo ao cognitivo (inteligência), estimulando os educandos a conquistar alguns dos maiores objetivos da sua vida: Aprender a Aprender, Aprender a Fazer, Aprender a Ser e Aprender a Conviver, de uma forma dinâmica, integrada e responsável. O colégio forma cidadãos aptos a viver em sociedade, com ética e valores visando a realização pessoal e sucesso profissional. Além disso, a instituição trabalha alinhada com a nova proposta da BNCC.

“Escola de qualidade é aquela em que alunos, professores e colaboradores constroem vínculos de confiança, exemplos e afetividade, com relações permanentes e focadas em aprender, transformando habilidades em competências, respeitando valores e princípios éticos”, explica a diretora Roberta Teixeira de Almeida Gasparin, educadora, pedagoga e psicopedagoga.

O colégio oferece aulas de ética e cidadania, focadas em inteligências múltiplas; usa o Sistema Anglo de Ensino, Orientação Profissional, Empregabilidade e Empreendedorismo, Convênio Cel Lep ensino bilíngue dentro da carga horária.

O Colégio Almeida Gasparin está no 15° lugar no ranking do Enem 2019 na Cidade de Guarulhos, e figura entre as quinze melhores escolas da cidade há anos consecutivos.

Depoimento

Relato da mãe Renata Garola – filhos Renato (25 anos) Renan (15 anos)

Fui convidada para homenagear o colégio, pelo seu aniversário de 30 anos, vamos lá: tudo começou quando pedi a uma grande amiga a indicação de um bom colégio para meu primogênito…..e assim começou nossa história de amor.

Mas, maior prova de competência que tive, foi quando coloquei meu filho mais novo no colégio. Terminado o ano fui chamada pela coordenação e orientada que ele refizesse o pré-escolar, pois não tinha maturidade para prosseguir para o 1º ano do Ensino Fundamental. Confesso que fui muito criticada por terceiros por “permitir” a reprovação, contudo meu filho se desenvolveu extraordinariamente após esse episódio.

O que sobra dessa experiência é que eu “fecho” com esse colégio que é absolutamente competente no que faz e preocupado em construir um ser humano melhor! Essa minha história de amor e respeito já perdura há 15 anos!! Se indico? Mas é Claro!!!

Imagem: Divulgação