Coluna Livre com Hermano Henning

Numa quinta-feira, véspera de carnaval, a Câmara Municipal de Guarulhos reuniu quórum suficiente para realizar seus trabalhos. A notícia merece manchete de primeira página. Um dos amigos que mais se manifesta nas redes sociais espantou-se: “Acho que foi a chuva”.  Outro afirmou que, por isso, ficou “esperando uma tempestade”.

Tempestade é o que menos a gente quer nesses dias, mas “São Pedro está comemorando a disposição de nossos políticos”, revelou um desses observadores dos trabalhos do Legislativo.

Será que esse pessoal está se ligando? Digo, os vereadores. É preciso lembrar a todos eles que este ano tem eleição. Serão cobrados, sem dúvida.

Só que ninguém é de ferro. Agora, só quinta que vem. Terça-feira é carnaval e não só os vereadores, mas também os funcionários serão liberados. Nessas horas é bom ser servidor público. O carnaval aqui na cidade, que por sinal já começou, promete ser o melhor de todos esses anos. Vamos brincar!

Enquanto uns brincam, outros trabalham. Servidor de folga mesmo, só os burocráticos. O pessoal mais humilde, da limpeza, trabalha dobrado. C´est la vie…

A expectativa é de que o excesso de chuva esperado para este fim de semana provoque mais problemas. O alerta já foi disparado na Prefeitura. O importante é o mau tempo não pegar ninguém desprevenido.

Campanhas

Acho, sinceramente, que essa história de candidato a prefeito aparecer muito nestes dias ainda não liberados pela lei eleitoral pode representar um tiro no pé. A desculpa é se fazer conhecido, o que parece crucial principalmente para os novatos. Mas sempre tem um preço a ser pago.

Dou como exemplo a iniciativa da candidata Fran Corrêa em providenciar um outdoor mostrando-a ao lado governador João Doria. Instalado estrategicamente na entrada da cidade os dois aparecem sorridentes informando que o PSDB em Guarulhos tem agora uma presidenta. Não se está pedindo votos, mas a propaganda subliminar é clara. Todos sabemos que a esposa do deputado Eli Corrêa Filho é candidatíssima. Em resumo, a iniciativa chama a atenção dos partidos adversários e duvido que a exposição de Fran não tenha mexido com eles. Esse pessoal não dorme no ponto.

Outra coisa, é o caso de se perguntar: quem pagou pelo outdoor? A candidata? Algum apoiador? O PSDB através do diretório da qual ela é a presidente? Até agora não se sabe, mas o certo é que dinheiro pra campanha eleitoral é muito controlado. Mesmo para financiar o marketing dos partidos. Neste caso, a grana sai do fundo partidário. É dinheiro nosso, sabia?

- PUBLICIDADE -