Coletivo Amalgamídia cria conteúdo infantil inédito e autoral

Despertar sentimentos de encantamento no público infanto-juvenil e sensibilizar adultos para que continuem a sonhar. O coletivo Amalgamídia está em fase final de elaboração dos episódios do programa Amalgamini, projeto de criação de conteúdo infantil inédito e autoral, com temas e quadros variados e que tem como base um universo repleto de magia.

Em fase de edição e pós-produção, o projeto prevê a exibição de 20 episódios com duração média de cinco minutos cada, que serão veiculados no mês de julho pelo canal do projeto no YouTube. Contemplado com recursos federais da Lei Aldir Blanc, por meio do Fundo Municipal de Cultura de Guarulhos (FunCultura), Amalgamini apresenta temas que falam de responsabilidade social e respeito ao próximo em meio a grandes debates filosóficos e sociológicos, tratados de forma simples e sob o ponto de vista dos personagens.

Os episódios de Amalgamini são destinados a crianças de seis a 11 anos e inspirados nos programas infantis consagrados pela TV Cultura. Seu conteúdo prioriza a qualidade e o respeito ao público infantil, valendo-se de perspicácia, inteligência e compreensão de mundo da criançada para adentrar nesse universo mágico e fantasioso.

Criação das personagens

Amalgamini conta com a criação de cinco personagens, dois deles humanos, o Chico Poesia e o Zé Cordé, e outros três que são seres do fundo do mar, o Caranguejaldo, o Caramujias e a Rita Conchita. Esses três últimos vivem em uma garrafa e foram inspirados na banda Os Mutantes, de Arnaldo Baptista, Sérgio Dias e Rita Lee.

O desenvolvimento dos conceitos dos personagens, da estrutura e da estética se relaciona intimamente com o desejo do coletivo Amalgamídia de provocar uma experiência sensorial e filosófica nas crianças que assistirem ao programa. Junto da concepção dos personagens, da sua aparência e paleta de cores, o grupo também deu início à concepção da cenografia e dos adereços que serão utilizados na gravação dos episódios.

“O processo criativo está sendo muito rico, pois cada integrante levanta questões e possibilidades de trabalho dentro do universo fantástico do Amalgamini. Como 70% do coletivo é pai, mãe e/ou educador, realizamos um apanhado geral dentro do que observamos nas crianças próximas a nós”, explica André Bizorão, um dos idealizadores do projeto.

Para saber mais sobre o Amalgamini, acesse suas redes sociais no Facebook (https://www.facebook.com/amalgamini.oficial), YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCOXD90l92ec7dbmMPcLureg) e Instagram (https://www.instagram.com/amalga.mini/).

Para conhecer outros eventos digitais que acontecem na cidade acesse https://www.guarulhos.sp.gov.br/agendacultural.